Luis Fabiano decide e Vasco vence o Sport pelo Brasileirão

Compartilhe
Compartilhe
Share On Google Plus
Compartilhe
Contate-nos

Goleado por 5 a 2 na última quarta-feira, o Vasco afastou a péssima impressão deixada aos seus torcedores. Neste sábado, jogando novamente em São Januário, o time carioca contou com gol decisivo de Luis Fabiano para vencer o Sport por 2 a 1, em duelo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Por Itamar Cardin, especial para a Agência Estado
10/06/2017   21:19h

O resultado deixou o Vasco na oitava colocação com nove pontos, dois a mais do que o Sport, que caiu para 13º. As duas equipes voltam a atuar na próxima quarta-feira pelo Brasileirão: o time de Vanderlei Luxemburgo recebe o São Paulo na Ilha do Retiro, em Recife, enquanto o clube carioca encara a Chapecoense na Arena Condá, em Santa Catarina.

Embalado por sua primeira vitória no clube pernambucano, sobre o Flamengo, por 2 a 0, Luxemburgo manteve a base da escalação e apostou no entrosamento. A única mudança veio na definição do substituto de Diego Souza, convocado à seleção brasileira: Thomas ganhou a vaga de Everton Felipe.

O Vasco, por sua vez, depois de ser massacrado pelo Corinthians em São Januário, apostou em um esquema mais cauteloso, com Wellington no lugar de Yago Pikachu. Já Manga Escobar atuou no lugar de Kelvin, que sofreu lesão no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e deve ficar afastado por nove meses.

Se a ideia de Milton Mendes era ter um time mais seguro, pode-se dizer que a estratégia deu certo. Com uma trinca de volantes formada por Jean, Wellington e Douglas, o Vasco segurou o Sport e pouco foi ameaçado no primeiro tempo.

O problema, porém, estava na criação. Douglas ganhou mais liberdade para atacar e auxiliar Mateus Vital, mas estava desconfortável longe de sua posição. Resultado: o time carioca novamente maltratou seu torcedor e teve um ataque nulo na etapa inicial. O esquema funcionaria se estivesse atuando fora de casa Em São Januário, era ineficaz.

Com as duas equipes travadas no meio-campo, o duelo virou uma disputa de passes laterais. O Sport ainda tentava alguns esporádicos contra-ataques, mas só chegou aos 18, após Osvaldo fazer boa jogada pela direita e tocar para Rithely finalizar sem qualquer perigo.

Já o Vasco chegou apenas em lance fortuito aos 42 minutos: depois da zaga do Sport afastar mal cobrança de falta, Luis Fabiano aproveitou a sobra e chutou rasteiro. Magrão fez grande defesa. E foi só.

A visível ineficácia vascaína levou Milton Mendes a trocar Wellington por Nenê após o intervalo. E, com apenas cinco minutos, o time assustou três vezes, a principal delas em finalização de fora da área de Mateus Vital, novamente defendida por Magrão.

O jogo, enfim, ficou mais aberto. O Vasco se lançou ao ataque e o Sport ganhou espaço para contra-atacar. E, assim, aos sete minutos, Rithely cruzou e Thomas desviou com perigo. A bola saiu raspando a trave.

Mas o lance não assustou o time mandante. Com Douglas recuado e auxiliando na saída de bola, o Vasco seguiu pressionando e abriu o placar aos 17, em boa jogada de Luis Fabiano. Depois de carregar pelo meio, o atacante abriu para Mateus Vital, correu para a área e aproveitou bom cruzamento para cabecear no canto, com perfeição.

Houve, então, uma mudança no panorama do duelo: a ineficácia ofensiva era agora do Sport, que tinha dificuldades para pressionar em busca do empate. Luxemburgo apostou em Leandro Pereira no lugar do volante Anselmo e deixou o time com quatro atacantes – Rogério, que entrara no lugar de Thomas, Osvaldo, André e o ex-jogador do Palmeiras.

Faltava, porém, um armador. E, sem organização entre o meio-campo e o ataque, o Sport foi facilmente dominado pela marcação adversária. O Vasco, assim, segurou o resultado e ainda ampliou aos 45, quando Gilberto cruzou rasteiro e Douglas só escorou para as redes. Ainda deu tempo para André, de pênalti, descontar aos 48. Mas o árbitro encerrou o jogo logo após o gol e o time carioca festejou a sua reabilitação.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 1 SPORT

VASCO – Martín Silva; Gilberto, Breno, Paulão e Henrique; Jean, Wellington (Nenê), Douglas, Mateus Vital (Jomar) e Manga Escobar (Evander); Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes.

SPORT – Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Patrick; Anselmo (Leandro Pereira), Thallyson (Sander) e Rithely; Thomas (Rogério), Osvaldo e André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS – Luis Fabiano, aos 17, Douglas, aos 45, e André, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Caio Max Augusto Vieira (RN).

CARTÃO AMARELO – Osvaldo (Sport).

RENDA e PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – São Januário, no Rio de Janeiro.




Deixe um comentário