22 Areninhas já existentes sediam mais de 600 jogos de ligas de Fortaleza por semana

Compartilhe
Compartilhe
Share On Google Plus
Compartilhe
Contate-nos

22 Areninhas já existentes sediam mais de 600 jogos de ligas de Fortaleza por semana

São 22 Areninhas (FOTO: Divulgação)

Já são 22 as Areninhas em Fortaleza (FOTO: Divulgação)

Luan Soares trabalha com medicamentos, mas nas horas vagas ele joga aquela pelada com os amigos na Areninha do Pirambu, em Fortaleza. Ele e outras centenas de jovens treinam todos os dias no equipamento esportivo, em local de grande vulnerabilidade social e violência.

Em 2016 eram 7 Areninhas, este ano o número triplicou e já são 22. Além do campo de futebol, com vestiário, gramado sintético, iluminação e arquibancada, a maioria das Areninhas conta com quadras poliesportivas em anexo, academias ao ar livre e até estação do Bicicletar.

Segundo o secretário de esporte e lazer do município, Carlos Dutra, a meta é construir mais 30 Areninhas até 2018. “Nós vamos trabalhar para que nossos jovens saiam da ociosidade e tenham nesse esporte paz e alegria”, afirmou.

> Saiba como se inscrever na CopArena

São mais de 33 mil pessoas toda semana e cerca de 660 jogos semanais entre ligas profissionais e amadoras. Para quem treina nos locais, a expectativa é para o maior campeonato de futebol não profissional do Ceará, a CopaArena Fortaleza Juventude. No total serão 504 equipes divididas em três categorias: masculino, feminino e sub-17.

O secretário de juventude de Fortaleza, Júlio Brizzi, explica como acontecem as inscrições. “Quem tem futebol amador no seu bairro, quem tem time, e quer montar o seu time, não perde tempo, entra no site e se inscreve”, afirma.

A CopArena Fortaleza da Juventude é uma competição realizada pela Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Juventude e Secretaria de Esporte e Lazer de Fortaleza (Secel), com promoção do Sistema Jangadeiro, e o pontapé inicial será no dia 16 de setembro.

Confira a reportagem de Igor Silveira, da Tribuna BandNews FM:



Tribuna do Ceará

Deixe um comentário