Ambulantes de Serra Talhada ocupam Prefeitura contra despejo

Ambulantes de Serra Talhada ocupam Prefeitura contra despejo

Despejo

Os ambulantes conseguiram prorrogar o prazo de despejo das ruas do centro

Vanessa Gonzaga |
Ambulantes ocuparam prefeitura por 48 horas contra decisão que obrigava o despejo do centro da cidade
ASCOM

Em outubro, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Serra Talhada lanço a campanha “A Cidade é de Todos, a Calçada é do Pedestre!”. A proposta da campanha é desobstruir as calçadas da cidade, retirando do centro da cidades o comércio ambulante.
A decisão que gerou polêmica na cidade exigia que os ambulantes se regularizassem até o dia 10 de novembro. Após a data, ações de fiscalização e notificação de rotina aconteceriam na cidade como forma de garantir o cumprimento da lei º 1.582, de 23 de fevereiro de 2017, que tem o objetivo de fazer alterações na mobilidade urbana.
Os trabalhadores ambulantes, contrários à medida que torna inviável o trabalho na cidade, ocuparam a prefeitura no dia 28 de novembro, com o objetivo de barrar a medida. A ocupação, que contava com cerca de 20 ambulantes da cidade, durou 48 horas e os ambulantes saíram com um novo acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo. A proposta é que os ambulantes continuem no centro da cidade até o dia 5 de janeiro e apenas após isso todos sejam realocados no Pátio da Feira da Cidade.
Mesmo com acordo, será mantida a fiscalização nos estabelecimentos da cidade. “Será feito um documento assegurando este acordo. Aceitamos flexibilizar em função do final do ano. Mas vamos nos manter vigilantes, inclusive, fiscalizando os lojistas e bares de Serra Talhada”, declarou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcos Oliveira.

6 de dezembro de 201715:46

Via Brasil de Fato

Deixe um comentário