Acordo que amplia voos para os EUA pode ser votado ainda hoje na Câmara

Acordo que amplia voos para os EUA pode ser votado ainda hoje na Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, recebeu nesta terça-feira (19) o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, para tratar de acordos internacionais que dependem da aprovação do Congresso. Segundo o ministro, o plenário da Câmara deve votar ainda hoje o acordo que amplia a frequência de voos entre o Brasil e os Estados Unidos.

Conhecido como “céus abertos”, o acordo elimina a limitação do número de voos imposta pela legislação atual às companhias aéreas que operam voos entre os dois países. “Isso vai aumentar a oferta de voos, com inegável vantagens para o consumidor. (…) Ele [o acordo] permite que companhias aéreas norte-americanas venham com mais frequência para o Brasil e vice-versa”, explicou o ministro.

A expectativa do Itamaraty é que a viabilização do acordo possibilite a abertura de novos destinos e aeroportos com voos para os Estados Unidos. Há expectativa também de que a maior oferta de voos tenha impacto sobre o preço das passagens aéreas. Se aprovado hoje, o acordo do “céus abertos” ainda deve ser votado no Senado.

Outros projetos com o mesmo objetivo foram aprovados para outros países, mas no caso dos Estados Unidos, por se tratar de uma grande potência, houve resistência da oposição para avançar na aprovação. O acordo foi assinado em 2011, mas para ser validado precisa da aprovação do Congresso Nacional.

Desde fevereiro até hoje, o plenário da Câmara aprovou 62 acordos, número muito maior do que a média de anos anteriores. Ainda tem 14 projetos de acordos internacionais pendentes na pauta do Congresso.

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, recebeu nesta terça-feira (19) o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, para tratar de acordos internacionais que dependem da aprovação do Congresso. Segundo o ministro, o plenário da Câmara deve votar ainda hoje o acordo que amplia a frequência de voos entre o Brasil e os Estados Unidos.

Conhecido como “céus abertos”, o acordo elimina a limitação do número de voos imposta pela legislação atual às companhias aéreas que operam voos entre os dois países. “Isso vai aumentar a oferta de voos, com inegável vantagens para o consumidor. (…) Ele [o acordo] permite que companhias aéreas norte-americanas venham com mais frequência para o Brasil e vice-versa”, explicou o ministro.

A expectativa do Itamaraty é que a viabilização do acordo possibilite a abertura de novos destinos e aeroportos com voos para os Estados Unidos. Há expectativa também de que a maior oferta de voos tenha impacto sobre o preço das passagens aéreas. Se aprovado hoje, o acordo do “céus abertos” ainda deve ser votado no Senado.

Outros projetos com o mesmo objetivo foram aprovados para outros países, mas no caso dos Estados Unidos, por se tratar de uma grande potência, houve resistência da oposição para avançar na aprovação. O acordo foi assinado em 2011, mas para ser validado precisa da aprovação do Congresso Nacional.

Desde fevereiro até hoje, o plenário da Câmara aprovou 62 acordos, número muito maior do que a média de anos anteriores. Ainda tem 14 projetos de acordos internacionais pendentes na pauta do Congresso.

 

http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2017-12/acordo-que-amplia-voos-para-os-eua-pode-ser-votado-ainda-hoje-na-camaraVIA EBC ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


%d blogueiros gostam disto: