Força Nacional tem operações prorrogadas em quatro estados

Força Nacional tem operações prorrogadas em quatro estados

Brasília - Força Nacional protege o prédio do Ministério do Planejamento após manifestantes contra Reforma da Previdência quebrarem duas vidraças no Ministério da Previdência Social (Fabio Rodrigues Pozzebom/A

Força Nacional atua também na proteção de prédios públicos   Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O governo federal prorrogou a presença da Força Nacional em quatro estados: Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Sergipe. As equipes vão permanecer nesses estados até junho de 2018. Organizada pelo Ministério da Justiça, a Força Nacional é formada por agentes das instituições de segurança dos governos estaduais, como policiais civis e militares, além de bombeiros.

Os integrantes da força recebem treinamento específico e ficam em uma base centralizada em Brasília, denominada Batalhão Escola de Pronto Emprego (Bepe).

Em Aracaju, Natal e Porto Alegre, a permanência da força está sendo prorrogada pela segunda vez. Os agentes contribuem em ações de policiamento nas ruas, na polícia judiciária e em atividades de perícia. Segundo o Ministério da Justiça, a motivação para a manutenção das tropas é o combate a assassinatos e a casos de violência contra a mulher.

Como a presença da Força Nacional nesses locais teria contribuído para a redução de índices de criminalidade, os governadores dessas unidades da Federação solicitaram a permanência dos agentes. O Ministério da Justiça, contudo, não informou o comparativo dos índices.

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro apresenta quadro diferente. O estado recebe o reforço não apenas da Força Nacional, mas também das Forças Armadas. Hoje (29) o ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou que o apoio do Exército será estendido até o fim do ano que vem. Jungmann justificou a presença de mais agentes no estado pelo que chamou de “um passo adiante em termos de criticidade de [falta de] segurança, do nível de degradação em nível de violência”.

A ação da Força Nacional será focada em contribuir com as polícias e demais instituições do Rio de Janeiro no combate ao crime organizado, ao tráfico de drogas e armas e contrabando. O reforço já vem desde maio e ganhou o auxílio da Polícia Rodoviária Federal em agosto.

29 de dezembro de 201719:32

VIA EBC GERAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *