Editorial | Injustiça torna Lula cada dia mais candidato

Editorial | Injustiça torna Lula cada dia mais candidato

Golpe

Querem tirar o povo da democracia

Redação |
“Se a marca da justiça brasileira é ser lenta demais para julgar ricos e poderosos, com Lula, foi extremamente veloz”
Latuff

No Brasil e em diversos países do mundo milhares de pessoas se mobilizaram e protestaram dialogando com a sociedade sobre a farsa de um julgamento cujo único objetivo era continuar o golpe iniciado em 2016. 

O que assistimos durante todo o dia (24) foi uma tristeza para a justiça, para a imagem do Brasil no exterior e para a democracia brasileira. Defenderam o indefensável: grampos ilegais a Dilma, condução coercitiva de Lula, divulgação de gravações para a grande imprensa, condenação sem provas, etc. 

Os três juízes deram o mesmo número de anos de prisão na sentença, demonstrando um jogo combinado. Trata-se de mais um passo na macabra trama contra o povo brasileiro, com desmonte do Estado e retirada de direitos, que para seguir necessita a qualquer custo retirar Lula das eleições 2018. 

Se a marca da justiça brasileira é ser lenta demais para julgar ricos e poderosos, com Lula, foi extremamente veloz. A pressa tem razão de ser, querem inabilitá-lo através da lei da ficha limpa. 

O resultado não surpreendeu ninguém. O julgamento político tira a legitimidade das eleições de 2018. Querem ganhar no tapetão. No fundo, querem tirar o povo da democracia, e seu direito de escolha. 

Programa deles não tem chance de vitória nas urnas

Não querem correr o risco de ter que concorrer com o primeiro colocado nas pesquisas. O programa deles não tem chance de vitória nas urnas. Quem vai votar em quem defende saúde privada, educação privada, privatizações, retirada de direitos trabalhistas, congelamento dos gastos públicos por 20 anos, diminuição do salário mínimo, etc.? 

A imprensa empresarial, ou seja, deles, Rede Globo à frente, tratou de cumprir o papel que vem cumprindo desde sempre: ser instrumento de luta ideológica manipulando a sociedade. Não faltam comentaristas para dizer que há provas. Mentira a serviço de interesses dos grandes capitalistas internacionais e do Brasil. 

Contra a vontade deles, Lula será candidato. Irá entrar com recursos no próprio TRF 4, no STJ e no STF. Mesmo perdendo esses recursos, sua candidatura será inscrita no dia 15 de agosto. E até que recursos sejam julgados será candidato com direito ao uso da propaganda de TV e rádio, dialogando com o povo e denunciando a farsa. Se ao final não conseguir garantir sua candidatura, restará a possibilidade de até o dia 15 de setembro o partido inscrever nova chapa. 

Aos democratas compete seguir denunciando que eleição sem Lula é fraude.

30 de Janeiro de 201814:30

Via Brasil de Fato

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


%d blogueiros gostam disto: