Blocos de rua de Duque de Caxias encerram carnaval no próximo dia 25

Blocos de rua de Duque de Caxias encerram carnaval no próximo dia 25

Encerrou ontem (12) os desfiles no circuito da Avenida Presidente Kennedy, no centro do município a Liga de Blocos de Rua Associados de Duque de Caxias (Braduc), na Baixada Fluminense, formada por 14 blocos de embalo. Três blocos se apresentarão até o próximo dia 25, no bairro Jardim Primavera. São os blocos Colibri, É Certo que Vai Dar Merda e Me Atirei no Pau do Gato. Este foi o terceiro ano de desfiles da associação.

“Nós tivemos um carnaval bacana em Duque de Caxias”, disse hoje (13) à Agência Brasil o presidente da Braduc, Jailson Liberato. “Mas ainda não terminamos o nosso carnaval”. No dia 17, todos os blocos juntos da Braduc participarão da Brafolia, na Praça Humaitá, com o objetivo de confraternização de todos os integrantes dos blocos.

Liberato chamou a atenção que por serem blocos de bairros, eles arrastam entre mil até 6 mil pessoas. “O carnaval concentrado em bairros arrasta mais foliões, que são os moradores da localidade. Tem camiseta, tem bateria e mais facilidade de reunir mais foliões”. 

O presidente da Braduc lamentou que devido à crise financeira, a liga não obteve este ano subvenção da prefeitura local. Os desfiles só aconteceram graças à parceria com empresas privadas. Jailson Liberato disse que tão logo acabe o carnaval deste ano, a Braduc já vai começar o planejamento para o carnaval 2019. “Um carnaval mais alegre, mais feliz e com mais verba”.

Terreirão do Samba

Prossegue hoje (13), no Terreirão do Samba, região central da cidade, a programação especial de carnaval organizada pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, que teve inicio no último dia 2.

Com ingressos a preços populares de R$ 20, entrada inteira, e R$ 10, meia entrada, o show começa às 19h, com uma roda de samba do grupo Filhas do Samba, tendo como convidado Marquinhos de Oswaldo Cruz, além dos sambistas Arlindinho e Mumuzinho. A bateria do Terreirão recebe como convidados Mestre Odilon e Quinho e Nego Martins.

Amanhã (14), a roda de samba será comandada pelo Grupo Arruda, com Serginho Meriti como convidado. Haverá apresentações dos grupos Bom Gosto e Fundo de Quintal. Além de Mestre Odilon, a bateria do Terreirão recebe Anderson Paz e Clovis Pe.

Os shows acontecerão também na sexta-feira (16), com a roda de samba Pegada Brasileira, com Noca da Portela como convidado. O Grupo Reis das Noites e o cantor Belo se apresentam em seguida. A bateria do Terreirão vem com Mestre Odilon e Nego como convidado.

No sábado (17), último dia do evento, a roda é comandada pelo grupo Pegada Brasileira, que traz Marcelo Moreira como convidado. O Grupo Revelação e Dilsinho precede apresentação da bateria do Terreirão com Mestre Odilon e Quinzinho.

Os investimentos da iniciativa privada para a realização do evento somaram R$ 4 milhões, segundo informou a secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira.

Encerrou ontem (12) os desfiles no circuito da Avenida Presidente Kennedy, no centro do município a Liga de Blocos de Rua Associados de Duque de Caxias (Braduc), na Baixada Fluminense, formada por 14 blocos de embalo. Três blocos se apresentarão até o próximo dia 25, no bairro Jardim Primavera. São os blocos Colibri, É Certo que Vai Dar Merda e Me Atirei no Pau do Gato. Este foi o terceiro ano de desfiles da associação.

“Nós tivemos um carnaval bacana em Duque de Caxias”, disse hoje (13) à Agência Brasil o presidente da Braduc, Jailson Liberato. “Mas ainda não terminamos o nosso carnaval”. No dia 17, todos os blocos juntos da Braduc participarão da Brafolia, na Praça Humaitá, com o objetivo de confraternização de todos os integrantes dos blocos.

Liberato chamou a atenção que por serem blocos de bairros, eles arrastam entre mil até 6 mil pessoas. “O carnaval concentrado em bairros arrasta mais foliões, que são os moradores da localidade. Tem camiseta, tem bateria e mais facilidade de reunir mais foliões”. 

O presidente da Braduc lamentou que devido à crise financeira, a liga não obteve este ano subvenção da prefeitura local. Os desfiles só aconteceram graças à parceria com empresas privadas. Jailson Liberato disse que tão logo acabe o carnaval deste ano, a Braduc já vai começar o planejamento para o carnaval 2019. “Um carnaval mais alegre, mais feliz e com mais verba”.

Terreirão do Samba

Prossegue hoje (13), no Terreirão do Samba, região central da cidade, a programação especial de carnaval organizada pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, que teve inicio no último dia 2.

Com ingressos a preços populares de R$ 20, entrada inteira, e R$ 10, meia entrada, o show começa às 19h, com uma roda de samba do grupo Filhas do Samba, tendo como convidado Marquinhos de Oswaldo Cruz, além dos sambistas Arlindinho e Mumuzinho. A bateria do Terreirão recebe como convidados Mestre Odilon e Quinho e Nego Martins.

Amanhã (14), a roda de samba será comandada pelo Grupo Arruda, com Serginho Meriti como convidado. Haverá apresentações dos grupos Bom Gosto e Fundo de Quintal. Além de Mestre Odilon, a bateria do Terreirão recebe Anderson Paz e Clovis Pe.

Os shows acontecerão também na sexta-feira (16), com a roda de samba Pegada Brasileira, com Noca da Portela como convidado. O Grupo Reis das Noites e o cantor Belo se apresentam em seguida. A bateria do Terreirão vem com Mestre Odilon e Nego como convidado.

No sábado (17), último dia do evento, a roda é comandada pelo grupo Pegada Brasileira, que traz Marcelo Moreira como convidado. O Grupo Revelação e Dilsinho precede apresentação da bateria do Terreirão com Mestre Odilon e Quinzinho.

Os investimentos da iniciativa privada para a realização do evento somaram R$ 4 milhões, segundo informou a secretária municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/cultura/noticia/2018-02/blocos-de-rua-de-duque-de-caxias-encerram-carnaval-no-proximo-dia-25VIA EBC ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*