Afilhado de Gegê do Mangue também é executado, com tiros de fuzil em São Paulo

Afilhado de Gegê do Mangue também é executado, com tiros de fuzil em São Paulo

No crime, Wagninho era “afilhado” de Gegê do Mangue e um dos líderes do tráfico de drogas. (FOTO: Reprodução)

Homem considerado “afilhado” de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue,foi assassinado a tiros de fuzil na zona leste de São Paulo, no bairro Jardim Anália Franco. A vítima era apontada como uma das lideranças do PCC, facção criminosa.

A execução ocorreu durante a noite desta quinta-feira (22) e a polícia investiga se há ligação entre as mortes. O crime foi registrado por imagens da câmera de um hotel.

Nas imagens gravadas, Wagner Ferreira da Silva, o Wagninho, passa correndo da rua para a calçada do hotel, sendo seguido por dois homens. A vítima foi atingida com vários disparos na cabeça pelo homem que vinha logo atrás, armado de fuzil. O caso está registrado no 31º DP (Vila Carrão), mas DHPP (Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa) deve continuar as investigações.

Tido pela polícia como líder do tráfico de drogas no Guarujá, litoral, paulista, o Wagninho, tinha 32 anos e foi apadrinhado no crime por Gegê do Mangue, morto há uma semana em num reserva indígena de Aquiraz, cidade a 32km de Fortaleza. O crime foi gravado por câmeras do Hotel Blue Tree Towers. As imagens já foram entregues à Polícia Civil.

A linha de investigação da polícia é descobrir se há ligação entre o assassinato de Wagninho e os de Gegê do Mangue e Paca, Fabiano Alves de Souza, em 16 de fevereiro. O intuito é descobrir se o “afilhado” participou das mortes de Gegê do Mangue e Paca ou se também era suspeito de roubar a facção.

Tribuna do Ceará23 23America/Sao_Paulo Fevereiro 23America/Sao_Paulo 201809:32

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 0

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário