Por que você nunca deveria fazer o ‘dia do lixo’, segundo esta nutricionista

Por que você nunca deveria fazer o ‘dia do lixo’, segundo esta nutricionista
A saída é não fazer diferença entre os dias da semana e fim de semana.

O “dia do lixo” é comum em dietas que restringem calorias. Para compensar a rotina alimentar rigorosa durante a semana, muitas pessoas escolhem um dia, principalmente no fim de semana, para “enfiar o pé na jaca” e comer o que quiser.

Porém, essa prática não é incentivada pela nutricionista Sophie Deram, doutora em Endocrinologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e autora do best-seller O Peso das Dietas.

Deram é especialista em tratamento de Transtornos Alimentares pelo AMBULIM – Programa de Transtornos Alimentares do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo – e uma das profissionais de saúde mais críticas às dietas.

“Este é o melhor jeito de engordar”, disse a nutricionista sobre eleger o “dia do lixo” e seguir dietas restritivas. “Restringir o que come faz com que você exagere quando pode”, disse.

Segundo a especialista, esperar até o fim de semana para comer “o que quiser” faz com que você coma mais quando está “liberado”.

“A gente não deveria ter uma vida durante a semana, comer tudo sempre certinho, e outra no final de semana”, critica. Isso deixaria a pessoa ainda mais ansiosa para comer, e quando ela pode, comeria a mesma quantidade de calorias que se privou no dia de semana.

A saída é não fazer diferença entre os dias da semana e fim de semana. “São dias que deveram ser considerados de maneira similar. A gente tem um pouquinho de felicidade, às vezes come a mais, isso tudo é normal”, aconselha. Para ela, a chave de uma alimentação saudável é a moderação.

Ela lembra que dietas restritivas e ideias como o “dia do lixo” aumentam a compulsão sobre a alimentação e o “comer emocional”. “Quanto mais dieta você faz, mais compromete a relação com a comida, mais há risco de perder o controle, isso é um fato”, disse.

“A gente começa a usar a comida como recompensa para nossas emoções. Você come quando está triste, quando está feliz, quando está entediado. Este é o melhor jeito de engordar: você restringe tanto os alimentos e, quando finalmente os come, faz exageros e ganha tudo que você perdeu.”

Se você quer perder peso sem abrir mão da saúde, Deram aconselha banir dieta restritiva e ‘dia do lixo’, priorizar a produtos in natura, que você encontra em feiras, e diminuir o consumo de industrializados e, por fim, comer comida caseira e fresca.

Luiza Belloni

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*


%d blogueiros gostam disto: