Rio de Janeiro continua em estágio de atenção após fortes chuvas

Rio de Janeiro continua em estágio de atenção após fortes chuvas

Com as fortes chuvas que vêm caindo na cidade do Rio de Janeiro desde a semana passada, a prefeitura mantém o estágio de atenção, o segundo nível entre os três possíveis na escala de alerta para ocorrências decorrentes de chuva e temporal.

Segundo o Centro de Operações Rio (COR), a prefeitura ainda trabalha nas ocorrências causadas pelo temporal de terça-feira da semana passada (14), quando a cidade registrou um volume de chuva recorde  e chegou a ficar em estágio de crise, o mais grave da escala. Foram 345 ocorrências, inclusive a queda de parte da ciclovia Tim Maia.

Também houve registro de chuvas fortes entre quarta e quinta-feira (22) e sirenes de alerta chegaram a ser acionadas. No início da manhã e no início da tarde de hoje voltou a chover forte em diferentes regiões. O Aeroporto Santos Dumont, na região central da cidade, chegou a ser fechado depois de 12h para pousos e decolagens, sendo reaberto com operação por instrumentos às 13h22.

Pouco depois das 16h, o Alerta Rio informou que havia núcleos de chuva com intensidade moderada na Zona Norte, nos bairros de Madureira, Cascadura e Irajá, indo em direção à Ilha do Governador. Entre 15h45 e 16h houve registro de chuva fraca na Zona Norte e no Centro.

Para a noite de hoje e amanhã, a previsão de tempo divulgada pelo COR é de tempo nublado com chuva fraca a moderada.

Baixada Fluminense

A prefeitura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, manteve equipes de prontidão desde a tarde de ontem, quando a cidade foi atingida por um temporal. As áreas mais atingidas foram Olavo Bilac, Pilar e Santo Antônio, regiões onde o volume de chuva foi muito maior do que o esperado em um curto período de tempo.

“A prefeitura vem trabalhando intensamente e de maneira preventiva, desde o início do ano passado, para evitar os transtornos causados pelas chuvas de verão, desobstruindo galerias, limpando os rios e canais. Até o momento, não há registros de ocorrências com vítimas”, diz a nota da prefeitura.

No fim da noite de ontem, houve alagamento em duas escolas próximas aos Rios Iguaçu e Jacatirão e as equipes permanecem em alerta. A cidade está em estado de alerta máximo no Sistema de Alerta de Cheias do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para o Rio Capivari e em estado de alerta para o Rio Saracuruna. Também na Baixada, o Rio Botas, em Nova Iguaçu, está em estado de atenção.

Outras regiões

O sistema do Inea aponta  também estado de atenção em áreas próximas ao Rio Piabanha nas cidades de Petrópolis e Teresópolis, na região serrana. Também na serra, há estado de atenção para Nova Friburgo e Bom Jardim.

Na região da Baía de Guanabara, o estado de atenção ocorre nas cidades de Magé, para o Rio Inhomirim, e em Cachoeira de Macacu, para o Rio Macacu. Niterói e São João de Meriti estão em estado de vigilância.

No Baixo Paraíba, o estado também é de atenção para os rios Pomba, Muriaé e Itabapoana. O estado é de vigilância na Baía da Ilha Grande, em Angra dos Reis e Paraty; e também no Médio Paraíba do Sul nas cidades de Rio das Flores, Resende e Barra Mansa.

Com as fortes chuvas que vêm caindo na cidade do Rio de Janeiro desde a semana passada, a prefeitura mantém o estágio de atenção, o segundo nível entre os três possíveis na escala de alerta para ocorrências decorrentes de chuva e temporal.

Segundo o Centro de Operações Rio (COR), a prefeitura ainda trabalha nas ocorrências causadas pelo temporal de terça-feira da semana passada (14), quando a cidade registrou um volume de chuva recorde  e chegou a ficar em estágio de crise, o mais grave da escala. Foram 345 ocorrências, inclusive a queda de parte da ciclovia Tim Maia.

Também houve registro de chuvas fortes entre quarta e quinta-feira (22) e sirenes de alerta chegaram a ser acionadas. No início da manhã e no início da tarde de hoje voltou a chover forte em diferentes regiões. O Aeroporto Santos Dumont, na região central da cidade, chegou a ser fechado depois de 12h para pousos e decolagens, sendo reaberto com operação por instrumentos às 13h22.

Pouco depois das 16h, o Alerta Rio informou que havia núcleos de chuva com intensidade moderada na Zona Norte, nos bairros de Madureira, Cascadura e Irajá, indo em direção à Ilha do Governador. Entre 15h45 e 16h houve registro de chuva fraca na Zona Norte e no Centro.

Para a noite de hoje e amanhã, a previsão de tempo divulgada pelo COR é de tempo nublado com chuva fraca a moderada.

Baixada Fluminense

A prefeitura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, manteve equipes de prontidão desde a tarde de ontem, quando a cidade foi atingida por um temporal. As áreas mais atingidas foram Olavo Bilac, Pilar e Santo Antônio, regiões onde o volume de chuva foi muito maior do que o esperado em um curto período de tempo.

“A prefeitura vem trabalhando intensamente e de maneira preventiva, desde o início do ano passado, para evitar os transtornos causados pelas chuvas de verão, desobstruindo galerias, limpando os rios e canais. Até o momento, não há registros de ocorrências com vítimas”, diz a nota da prefeitura.

No fim da noite de ontem, houve alagamento em duas escolas próximas aos Rios Iguaçu e Jacatirão e as equipes permanecem em alerta. A cidade está em estado de alerta máximo no Sistema de Alerta de Cheias do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para o Rio Capivari e em estado de alerta para o Rio Saracuruna. Também na Baixada, o Rio Botas, em Nova Iguaçu, está em estado de atenção.

Outras regiões

O sistema do Inea aponta  também estado de atenção em áreas próximas ao Rio Piabanha nas cidades de Petrópolis e Teresópolis, na região serrana. Também na serra, há estado de atenção para Nova Friburgo e Bom Jardim.

Na região da Baía de Guanabara, o estado de atenção ocorre nas cidades de Magé, para o Rio Inhomirim, e em Cachoeira de Macacu, para o Rio Macacu. Niterói e São João de Meriti estão em estado de vigilância.

No Baixo Paraíba, o estado também é de atenção para os rios Pomba, Muriaé e Itabapoana. O estado é de vigilância na Baía da Ilha Grande, em Angra dos Reis e Paraty; e também no Médio Paraíba do Sul nas cidades de Rio das Flores, Resende e Barra Mansa.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-02/rio-de-janeiro-continua-em-estagio-de-atencao-apos-fortes-chuvasVIA EBC ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Hits: 0

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário