Talvez você não saiba, mas George Harrison já regravou ‘Anna Julia’, do Los Hermanos

Talvez você não saiba, mas George Harrison já regravou ‘Anna Julia’, do Los Hermanos

George Harrison em 1969, um ano antes do fim dos Beatles.

Se estivesse vivo, George Harrison completaria 75 anos neste domingo (25). O membro mais novo, espiritualizado e calado dos Beatles, o multi-instrumentista, cantor, ator, compositor e produtor de cinema teve uma carreira recheada de projetos curiosos após o término da banda mais celebrada da história da música.

Harrison foi o primeiro a lançar um disco solo após o fim dos Fab Four. E foi triplo, com 23 canções, chamado All Things Must Pass. Nos anos 1970, ele também organizou o The Concert for Bangladesh, evento em prol dos refugiados do país asiático que rendeu um filme e também um álbum.

O ex-Beatle criou seu próprio selo, o Dark Horse, e uma produtora, a HandMade. Lançou Faster, uma música em homenagem ao universo da Fórmula 1, pelo qual nutria profundo interesse, e patrocinou A Vida de Brian, filme clássico do grupo britânico de humor Monty Phyton – outra paixão do músico.

Em 1988, Harisson integrou o supergrupo The Traveling Wilburys ao lado de ninguém menos que Jeff Lynne, Roy Orbison, Bob Dylan e Tom Petty. Roy Orbison sofreu um ataque cardíaco fatal após o lançamento do primeiro álbum homônimo da banda. O segundo e último álbum – também homômino – foi especialmente produzido em homenagem a Orbison.

Corta para os anos 2000.

Chega-se então ao que é provavelmente o projeto mais curioso no qual o autor de HereComes the Sun se envolveu. Em 2001, Harrison participou de um cover em inglês da música Anna Júlia, o maior hit da extinta banda carioca Los Hermanos – lançada dois anos antes.

Isso mesmo, Anna Júlia.

Quem lançou a música foi Jim Capaldi (1944-2005), ex-integrante da banda Traffic, em um disco solo intitulado Living on the Outside. Casado com a brasileira Ana Capaldi, o músico simpatizou com o hit de Marcelo Camelo ao passar uma temporada no Brasil e resolveu fazer sua própria versão.

Para a gravação, Capaldi convidou o ex-Beatle parra tocar as guitarras, Paul Weller (The Jam) para o backing vocal e Ian Paice (Deep Purple) para a bateria. Em uma entrevista à BBC Brasil naquele ano, o músico contou que a participação de Harrison foi motivada pela amizade que os dois tinham.

“Harrison é um grande e velho amigo. Já tínhamos trabalhado juntos no meu último álbum solo, em 1990. E, como somos vizinhos, passamos praticamente todo os anos de 1996 e 1997 trabalhando juntos em diversas músicas para o disco novo dele. Mas os primeiros sinais do câncer no pulmão de Harrison fizeram com que o nosso projeto musical fosse suspenso. Finalmente, no natal de 1999, apresentei um trechinho da Anna Julia para Harrison e o convidei a participar da regravação desta que considero uma pequena grande música.”

Ouça a canção:

Essa foi provavelmente o último som de guitarra gravado na carreira de George Harrison. O ex-Beatle morreu em 29 de novembro daquele ano em decorrência de um tumor no cérebro, causado por um câncer.

Amauri Terto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *