Ordem de prisão de Lula repercute na imprensa internacional

Ordem de prisão de Lula repercute na imprensa internacional

A ordem de prisão do ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva é destaque nos principais jornais da América Latina nesta sexta-feira (6). Na Argentina, o Clarin estampa na capa “Terremoto politico no Brasil”. A  versão online anuncia que ele apresentou novo habeas corpus à Justiça, para não se entregar até as 17h, como foi determinado pelo juiz Sergio Moro.

O conservador La Nacion destaca na manchete: “Acabou o tempo para Lula”, chamando a atenção para a falta de grandes manifestações na rua.  Já o esquerdista Pagina 12 publicou foto de um manifestante com um cartaz de Lula, e o título: “A Democracia Presa”.

No Chile, o La Tercera noticia que Lula estará “numa cela digna e isolada”, enquanto o La Razon, da Bolívia, diz que a decisão de Moro deixou o Brasil em estado de suspense.

Na Colômbia, “Lula perdeu a batalha” é a manchete do El Colombiano. Mas a maior parte da imprensa colombiana esta mais preocupada com as eleições presidenciais em seu próprio pais. No Uruguai, o El Telegrafo mostra na capa que o governo “não emitirá qualquer comunicado referente a Lula”, citando o chanceler uruguaio Nin Novoa.

O El Pais da Espanha – que tem uma versão online brasileira e outra latino-americana – destacou que o ex-presidente “poderá” não se entregar à Justiça. A capa do jornal impresso dá como manchete principal a crise na Catalunha e, ao lado, a “máxima tensão” no Brasil, diante da ordem de prisão de Lula.

Estados Unidos

A imprensa norte-americana continua atenta aos desdobramentos sobre a condenação do ex-presidente. Nessa quinta-feira (5), Lula teve ordem de prisão decretada pelo juiz Sérgio Moro, após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter negado, no dia anterior (4), o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa.

O Washington Post destaca na manchete: “Condenação à prisão de Lula reformula cenário político no Brasil antes de eleições presidenciais”. A reportagem chama a atenção para as orientações do juiz Sérgio Moro na ordem de prisão – de que Lula não será algemado e que terá uma cela especial.

O The New York Times traz em destaque na edição Américas de seu portal na internet: “Juiz brasileiro ordena que ex-presidente do Brasil, Lula, inicie período de prisão nesta sexta-feira”.

A rede de TV CNN diz que “Juiz ordena prisão de ex-presidente brasileiro Lula da Silva”. Segundo a matéria, conforme a ordem judicial, Lula deveria começar a cumprir sentença de 12 anos de prisão por corrupção, “uma medida que pode encerrar sua carreira política”.

Europa

Os principais jornais da Europa também amanheceram hoje (6) com manchetes sobre o mandado de prisão do ex-presidente.

A BBC de Londres traz, em manchete, que “Juiz do Brasil manda Lula se entregar na sexta-feira”. O texto afirma que há dúvidas se o ex-presidente se apresentará voluntariamente. “O sistema legal brasileiro costuma ir a uma velocidade glacial, o ritmo desse processo surpreendeu a todos”, acrescenta a BBC.

O espanhol El Mundo estampa na capa: “Lula da Silva: a queda de um gigante” e diz que a prisão de Lula representa um final trágico para a carreira do político e um resultado dramático para outro gigante, o maior país da América Latina.

O francês Le Figaro noticia: “Lula para a prisão, a queda de um ídolo”, e lembra que o ex-presidente, ao final de seus dois mandatos de quatro anos, deixou o governo com aprovação de oito em cada dez brasileiros. 

Outro periódico francês, o Le Monde, destaca: “O ex-presidente brasileiro Lula a poucas horas da prisão”. “Menos de 24 horas após o Supremo Tribunal Federal ter recusado o habeas corpus de Luiz Inácio Lula da Silva, o magistrado encarregado da operação Lava-Jato [Sérgio Moro] afirmou a execução imediata da sentença do ex-presidente brasileiro, condenado em janeiro a 12 anos e um mês de prisão”.

O jornal português Expresso dá grande destaque à ordem de prisão de Lula e publica seis matérias sobre o assunto. Entre elas, há uma que detalha as condições em que Lula ficará preso, “num antigo dormitório com 15 metros quadrados” e outra que avalia como “atípica e apressada” a ordem de prisão do ex-presidente.

6 de Abril de 2018Via EBC INTERNACIONAL

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*