Corpo de estudante de Gastronomia foi encontrado com buquê de flores e caixa de bombons

Corpo de estudante de Gastronomia foi encontrado com buquê de flores e caixa de bombons

diego desaparecido

Velório do estudante foi realizado no último sábado. (FOTO: Reprodução Facebook)

O velório do estudante Diego Monteiro, do curso de Gastronomia da Universidade Federal do Ceará (UFC), foi realizado na noite deste sábado (7). O corpo do jovem foi encontrado no fim da tarde desta sexta-feira (6).

Segundo colegas da vítima, o paulista já estava sem vida e foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Fortaleza. O pai, Marcelo Monteiro, lamenta a morte do filho e acredita que a polícia vá esclarecer o caso.

“Todo esse período que ele estava desaparecido foi um sofrimento muito grande. Quando recebemos a notícia de que ele estava no IML, foi um choque para todos. Era meu filho, eu o conhecia, tinha o coração muito bom, ajudava as pessoa. Talvez isso tenha sido uma das razões pela qual acabou perdendo a vida, por ajuda”, disse o pai.

Diego Monteiro morava no bairro Presidente Kennedy, próximo ao campus do Pici da UFC, e estava desaparecido há uma semana. Segundo o porteiro do prédio onde o estudante residia, o rapaz havia saído em um carro prata no dia 29 de março, data do desaparecimento.

O corpo foi encontrado no mesmo dia, na Rua Joaquim Moreira, próximo à lagoa do bairro Parangaba, e apresentava uma lesão por arma de fogo na cabeça. No entanto, a identificação ocorreu somente uma semana depois.

De acordo com relatos do pai, o filho havia saído do emprego com uma caixa de bombons. No local onde o corpo de Diego foi encontrado também estava um buquê de flores. Pessoas próximas ao rapaz seguem em depoimento. “Acredito que as coisas vão se encaixar e a polícia vai conseguir esclarecer esse ato covarde e injusto. Ele não merecia morrer dessa forma”, falou o pai.

Questionado se Diego vinha sofrendo ameaça ou estava com alguma dificuldade, o pai acredita que o filho não tinha nenhum problema.

“Meu filho me disse que estava muito infeliz e perguntei a ele do que se tratava, mas ele não se abriu. Ele foi objetivo na resposta, que eram uns problemas que ele tinha com relação, a carro, faculdade pra terminar, algumas dívidas… Isso me preocupou, mas disse que estava tudo bem, tudo controlado. Então, não o pressionei porque ele disse que já estava tudo certo”, revelou Marcelo.

Muito abatido, Marcelo Monteiro falou à reportagem que Diego era muito querido e que teve orgulho de ter um filho como ele. “Só alegria e a satisfação e realização de ter tido um filho maravilhoso, amoroso, muito bom, que sempre procurava fazer coisas boas, ajudava as pessoas. É a lembrança que vou levar dele pra sempre no meu coração”, concluiu.

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) informa que 5ª Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está responsável pelas investigações acerca da morte de Diego. Mais detalhes serão passados no momento oportuno.

TV Jangadeiro9 de Abril de 201811:15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *