Bela Gil visita acampamento de resistência Lula Livre em Curitiba

Bela Gil visita acampamento de resistência Lula Livre em Curitiba

Protestos

A filha do cantor e ex-ministro da Cultura, Gilberto Gil, se diz motivada a defender a democracia do país

Letícia Fialho |
Bela entrega cesta de produtos agroecológicos a vizinha do acampamento que está acolhendo apoiadores de Lula em sua casa
Ricardo Stuckert

Bela Gil, apresentadora de TV e filha do ex-ministro da Cultura Gilberto Gil, realizou uma visita no Acampamento Lula Livre, em Curitiba, na última terça-feira (10). A vigília permanente em frente à Superintendência da Polícia Federal, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontra preso desde sábado, pede pela liberdade de Lula.

Em gesto de agradecimento pela solidariedade, Bela, ativista do movimento de agroecologia, entregou uma cesta de produtos naturais trazidos de um assentamento do MST para uma moradora do bairro que têm acolhido apoiadores do ex-presidente que estão acampados. “A dona Marina merece todo carinho e homenagens. Ela abriu suas portas para acolher o acampamento, as mulheres, e ela faz isso em nome da solidariedade, do amor humano, do respeito com o outro. Eu achei sua atitude linda” disse.

No ano passado, a culinarista adepta de práticas e produtos naturais concedeu uma entrevista ao Brasil de Fato na qual falou sobre os efeitos nocivos dos agrotóxicos, justificando a alternativa de se optar por produtos agroecológicos, que podem ser a saída para o combate à fome e desnutrição, que acomete cerca de 815 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo dados das Organizações das Nações Unidas (ONU).

Ela reivindica a luta dos movimentos populares do campo, que discutem o modelo de produção agrícola e denunciam o alto consumo de agrotóxicos praticados pelo agronegócio. Após entregar a cesta, no acampamento, a apresentadora falou sobre o consumo de alimentos produzidos pelos assentamentos do MST.

Durante entrevista, Bela falou também sobre a resistência e o que têm a motivado, assim como tantas pessoas, a fortalecerem as mobilizações espalhadas por todo o país, pela liberdade de Lula.

“A importância é fortalecer a resistência e mostrar que a gente está aqui a favor da democracia, em nome do povo, em nome de quem não pode vir. É muito importante a gente fortalecer esse movimento e mostrar que precisamos do presidente solto. Que essa prisão realmente não é embasada, que precisa mudar esse quadro e mostrar que o povo tem voz”.

Sobre o momento político enfrentado pelo Brasil, Bela disse acreditar que, nos últimos anos, não há apoio entre as pessoas e não estão sendo visados o bem social e o convívio em sociedade. Em troca disso, há falta de respeito, principalmente por quem desempenha um trabalho de luta a favor de todos.

“Lula é uma das poucas pessoas que trabalhou realmente para o povo. Que conseguiu tirar o Brasil do mapa da fome. Uma pessoa que realmente tem lugar de fala. Ele sabe do que está falando, entende porque já viveu a pobreza no nosso país. Então é uma pessoa que pode representar muito bem esse povo, porque a gente precisa”.

11 de Abril de 201813:45

Via Brasil de Fato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *