Roberto Cláudio culpa Cagece e Enel por atraso nas obras da Avenida Aguanambi

Roberto Cláudio culpa Cagece e Enel por atraso nas obras da Avenida Aguanambi

Roberto Cláudio

Roberto Cláudio falou de ações no trânsito e concursos para a área da saúde. (FOTO: Tribuna do Ceará)

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, anunciou diversas melhorias em estrutura da cidade, além de ações para beneficiar a população, em entrevista a Nonato Albuquerque e Ariane Cajazeiras na manhã desta quarta-feira (11), nos estúdios da Tribuna Band News FM. Entre os pontos abordados, a assinatura de um convênio para 3.600 cirurgias de catarata. Além disso, falou das obras da Avenida Aguanambi, culpando Cagece e Enel pelo atraso na entrega, e também sobre o impasse entre taxistas e uberistas.

Trânsito

Sobre a Aguanambi, que vem causando enorme problema de congestionamento no trânsito, Roberto Cláudio alertou sobre atraso na liberação da obra no local devido a intervenções da Enel e da Cagece.

“A obra viária estaria pronta no final de abril, mas vamos entregar no dia 20 de maio, que vai liberar o trânsito. Agora, faltam calçada, acabamento das estações do canteiro central, mas o trânsito, que é o que está impactando negativamente na população, será liberado até o dia 20 de maio. A obra inteira com paisagismo, calçadas acessíveis, a obra viária inteira pronta, até o km 0 da BR, vai ficar para junho. O atraso foi por conta de intervenções da Enel e da Cagece. Essas duas intervenções acabaram atrasando a obra em quase 30 dias”, esclareceu o prefeito.

Sobre essa questão, o Tribuna do Ceará consultou Cagece e Enel se desejam se manifestar sobre a declaração do prefeito. Não houve retorno até a publicação desta matéria.

Veja a entrevista completa:

AO VIVO: Assista a entrevista com o prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio. Ele participa do Tribuna Bandnews – 1a Edição com Nonato Albuquerque e Ariane Cajazeiras. Participe!

Posted by Tribuna do Ceará on Wednesday, April 11, 2018

 

Outros pontos da entrevista:

Uber e Táxi

Sobre o impasse entre taxistas e motoristas de aplicativos, que aguardavam resolução do problema sobre liberação para trabalho, Roberto Cláudio explicou que adaptou a lei federal para o município.

“A lei federal me deixou feliz, pois comprovou que a minha tese é de legalidade, não de perseguição. E diz que nenhuma lei municipal teria efeito sem lei federal. Quando saiu a lei federal, chamamos as duas categorias, conversamos com taxistas e motoristas de aplicativos. Vamos seguir o que recomenda a lei federal. Nossa lei não tem nada diferente da federal, ela foi apenas transformada em municipal. Único ponto que seguiu com algum tipo de debate foi o tempo do carro. Quando o Uber ou qualquer outro aplicativo não era regulamentado e se o carro era velho, não tinha seguro, era um acordo entre consumidor e prestador de serviço. Mas, agora, o município passa a ter responsabilidade. Inicialmente, a regra era a mesma para táxi e Uber: carro no máximo com 5 anos para quem arrenda táxi. Tanto rendeiros como motoristas de apps solicitaram que fosse dado um prazo maior para se adaptar. Estamos com dois anos de carência para se adaptar a lei. A associação dos motoristas de aplicativos assinou termo concordando conosco também”, explicou o prefeito.

Além disso, Roberto Cláudio também informou que negociou com o Sinditáxi o direito de todos os rendeiros, hoje 3.100 na capital, aqueles que pagam aluguel pela vaga do táxi, terão direito a ser proprietários das vagas a partir de maio.

Saúde

Na área da saúde, Roberto Cláudio fez dois anúncios importantes: o primeiro trata-se de um convênio feito com três hospitais filantrópicos e clínicas da capital para a realização de 3.600 cirurgias de catarata, doença que atinge pessoas na vida adulta, em sua maioria. O segundo ponto é o lançamento de dois concursos públicos para os Centros de Atenção Psicossocial (Caps).

“É perigoso falar em zerar fila porque sempre tem demanda nova. Mas a gente, ao longo desses meses, vai realizando os procedimentos e será uma alívio muito grande para milhares de pessoas que aguardam cirurgia de catarata”, explicou o prefeito.

Para reforçar as equipes dos Caps, Roberto Cláudio anuncia dois concursos. Além disso, fala do aumento de números de médicos nos postos de saúde.

“No posto, a gente não teve perda de médico. Pegamos com 18%, hoje temos 62%. Foi um aumento de mais de três vezes de cobertura. O posto não é local de especialista, já o Caps sim. Temos tido problemas com a estabilidade de psiquiatras nesses locais. Até o final de abril, vamos lançar o primeiro concurso público da história dos Caps para psiquiatras. É preciso garantir a estabilidade de escalas. Em agosto, será um novo concurso para outras categorias como assistentes sociais e psicólogos”, revelou o prefeito.

Fortaleza, 292 anos. 

Para o aniversário da cidade, Roberto Cláudio vai realizar a entrega do Memorial do Paço, durante a manhã de sexta-feira (13), aniversário da cidade.

“Vai haver uma galeria de gravuras, de artistas plásticos cearenses. Faremos exposição permanente de artistas plásticos cearenses, aberta ao público. Também haverá a entrega da sala dos ex-prefeitos. Celebrando a história da cidade e o papel de cada ex-prefeito de Fortaleza. Entregaremos também aos moldes da Medalha da Abolição para três pessoas que contribuíram para a história da cidade, como a jornalista Adísia Sá, o urbanista Liberal de Castro e o músico Raimundo Fagner.

Haverá esquema de segurança, transporte público e de saúde. No evento, artistas de Fortaleza como Adelson Viana, Fausto Nilo, Amelinha e Marcos Lessa participam, e Caetano Veloso canta ao lado dos filhos para encerrar a noite, que terá Dominguinhos como homenageado.

Tribuna do Ceará11 de Abril de 201813:15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *