Polícia investiga se assassinato de estagiária do MP foi um assalto ou execução

Polícia investiga se assassinato de estagiária do MP foi um assalto ou execução

prisão, suspeito, estagiária

Três suspeitos de matar a jovem universitária foram presos no início da noite desta quinta-feira. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Três homens acusados de envolvimento na morte da estagiária do Ministério Público Estadual Cecília Raquel Moura, de 23 anos, foram presos no fim da tarde desta quinta-feira (12), poucas horas após o crime. O assassinato aconteceu durante a manhã, enquanto a jovem ia para o trabalho.

O caso está sob investigação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa. Uma das linhas de investigação aponta para retaliação ao irmão da jovem, que seria policial.

A estudante foi baleada e encaminhada em estado grave para o Instituto José Frota (IJF). O crime aconteceu na Rua Vereador Pedro Paulo, no bairro Parque Manibura, Área Integrada de Segurança 07 (AIS 7).

A jovem, de 23 anos, estava em seu veículo, quando foi abordada e atingida por um disparo de arma de fogo na cabeça. A jovem acabou perdendo o controle do veículo e colidiu com um muro. Ela foi socorrida, levada para o IJFm, mas acabou falecendo durante a noite.

A Polícia trabalha duas linhas de investigação: a tentativa de latrocínio e tentativa de execução. Segundo apuração inicial do órgão, Cecília Raquel seria irmã de um policial, que estaria envolvido no confronto com bandidos, onde um deles acabou morto. No caso, a morte da jovem seria retaliação.

Os acusados foram presos na Vila Cazumba, na Cidade dos Funcionários. Um foi identificado e os outros dois acompanharam os policiais em busca da arma do crime. Todos foram encaminhados para a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa para prestar depoimento.

TV Jangadeiro13 de Abril de 201809:30

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *