MST ocupa áreas em Pernambuco durante mês de mobilizações

MST ocupa áreas em Pernambuco durante mês de mobilizações

ABRIL VERMELHO

Cerca de 1.500 famílias ocuparam mais de 10 áreas nas maiores regiões do estado

Vanessa Gonzaga |
Onze áreas improdutivas foram ocupadas do litoral ao Sertão
Comunicação/MST

Nesse fim de semana, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupou 11 áreas improdutivas nos municípios de Goiana, Glória do Goitá, Petrolândia, Serra Talhada, Floresta, Vitória de Santo Antão, Lajedo, Condado, Timbaúba, Paudalho e Ibimirim, em Pernambuco. Cerca de 1.500 famílias ocuparam as terras, batizando os acampamentos com a palavra de ordem “Lula Livre”.

A maior ocupação do estado fica na Estação de Bombeamento-2 (EB-2), área de transposição do rio São Francisco, localizada no eixo leste do Açude de Areias, entre os municípios de Floresta e Petrolândia. Lá, 300 famílias estão acampadas desde o sábado (14). Para o movimento a região estratégica, já que fica em áreas relacionadas ao projeto de privatização da Chesf e é uma forma de denunciar como o governo Temer vem tratando os recursos naturais.

As ocupações fazem parte da Jornada de Lutas do Abril Vermelho, que acontece anualmente no mês de abril, já que o dia 17 é o Dia Nacional de  Luta Pela Reforma Agrária. “Fizemos ocupações na Zona da Mata, Região Metropolitana, Agreste e Sertão. Este ano completa-se 22 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás, dois anos do golpe de 2016 e ainda tem esse elemento mais atual que é a prisão do presidente Lula. Nós do MST estamos nos somando a todas essas mobilizações”, afirma Francisco Terto, militante do MST.

16 de Abril de 201815:48

Via Brasil de Fato

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 0

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário