Triagem no Palácio do Planalto veta a entrada de pessoas com camiseta ‘Lula Livre’

Triagem no Palácio do Planalto veta a entrada de pessoas com camiseta ‘Lula Livre’

Estado de Exceção

Representantes de movimentos populares que participariam de reunião oficial não puderam entrar na sede do governo

Redação |
Comissão foi formada para discutir questões da política de agroecologia
MST

Funcionários que trabalham no controle do acesso ao Palácio do Planalto, sede do governo brasileiro, adotaram um protocolo de regime de exceção, sem nenhuma justificativa, na manhã desta quinta-feira (26). Um indígena usando cocar e representantes dos movimentos populares que usavam camisetas com a frase ‘Lula Livre’ foram barrados.

As pessoas barradas iriam participar de uma reunião do CNAPO (Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica), devidamente agendada em um dos auditórios do Palácio do Planalto.

A procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, pediu esclarecimentos à Casa Civil da Presidência da República sobre o episódio. No ofício, a representante do Ministério Público Federal solicita que o órgão informe se há normas que regulam o ingresso nas dependências do Palácio do Planalto, os responsáveis pela negativa de acesso dos representantes da CNAPO – identificados por nome, cargo e função –, e se a Casa Civil já instaurou investigação por abuso de poder.

A Comissão Nacional da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica é formada por representantes da sociedade civil, movimentos populares e governo para discutir questões relacionadas à Política Nacional de Agroecologia. Ao todo, 42 órgãos e entidades têm representantes na CNAPO.

Seguranças do Planalto barram a entrada de integrantes do CNAPO.

26 de Abril de 201816:47

Via Brasil de Fato

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*