Zé Dirceu lança livro sobre sua trajetória de luta, mas de olho no futuro

Zé Dirceu lança livro sobre sua trajetória de luta, mas de olho no futuro

Memória

A obra foi composta enquanto o ex-ministro cumpria pena após ter sido condenado pelo “mensalão”

Redação |
Capa do volume 1 das memórias de José Dirceu
Foto: Reprodução

O ex-ministro José Dirceu anunciou, nesta quinta-feira (28), o lançamento do primeiro volume de sua autobiografia, “Memórias”, escrito durante os anos em que cumpriu pena nos regimes fechado e semiaberto pelas condenações na Ação Penal 470, a partir de 2013, e por denúncias da Força Tarefa da Operação Lava Jato, desde 2017.

“Estou lançando minhas memórias, que escrevi durante os anos de prisão injusta”, diz o ex-ministro em vídeo divulgado nas redes sociais para promover o livro.

“Relembro e rememoro nossas lutas, parte de nossas vidas, da construção do PT, da luta contra a ditadura, das diretas, do impeachment, e relembro também meus anos em Cuba, meus anos na clandestinidade, e toda a luta que fizemos sobre nossas lutas e para levar Lula à presidência”, prossegue Dirceu.

 :: ENTREVISTA | Zé Dirceu: Subestimamos a direita e politizamos pouco a sociedade

:: ‘Temos um grande ciclo de luta no futuro’, afirma José Dirceu

Dirceu afirma que o livro cobre suas memórias até 2006, ano em que teve o mandato de deputado federal cassado pela Câmara, na esteira das denúncias do chamado “mensalão” –o período posterior será coberto no segundo volume das “Memórias”, que o ex-ministro promete começar a escrever.

O ex-ministro fez questão de frisar ainda que publica o livro em homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, assim como Dirceu, hoje enfrenta uma prisão que considera fruto de perseguição política.

“Minhas memórias também são uma homenagem a Lula, preso injustamente, condenado em um processo sumário, político, de exceção, mas que tem o apoio do povo brasileiro, que o quer como presidente. Este livro, espero que todos vocês leiam, divulguem, me apoiem e me ajudem. Porque é uma forma de me defender, de defender o legado de Lula, o legado do PT, e principalmente o legado dos democratas”, conclui.

Assista à mensagem de Dirceu à militância de esquerda: 

29 de junho de 201813:45

Via Brasil de Fato

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário