“Quero que nossa próxima Caravana seja a da esperança”, diz Lula em carta a Caravana

“Quero que nossa próxima Caravana seja a da esperança”, diz Lula em carta a Caravana

CARAVANA

Chico Buarque e Martinho da Vila visitam Lula

Monyse Ravena |
Além de amigos, os dois são apoiadores políticos do ex-presidente e se posicionam publicamente contrários ao golpe de 2016
Reprodução Lula

Nesta quinta-feira (02), o ex-presidente Lula recebeu a visita de dois velhos amigos, os artistas Chico Buarque e Martinho da Vila. Além de amigos, os dois são apoiadores políticos do ex-presidente e se posicionam publicamente contrários ao golpe que retirou Dilma Rousseff da Presidência, em 2016.

No último sábado (28), Chico Buarque participou do Festival Lula Livre, no Rio de Janeiro (RJ), que juntou 80 mil pessoas. O cantor saiu rapidamente porque realizará um show ainda nesta quinta-feira (02), na capital paranaense.

Regina Cruz, presidenta da CUT-PE e da coordenação da Vigília Lula Livre, avalia como importante a visita dos dois no dia da passagem da Caravana do Semiárido contra a Fome, “conversamos com os dois antes e explicamos a eles o sentido da Caravana”, esclarece. 

A senadora e presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, falou que Lula ficou muito feliz e agradeceu a visita dos dois artistas. A senadora seguiu junto com a Caravana para plantar uma árvore em um terreno próximo à Vigília. 

Gleisi também leu uma carta do presidente Lula para a Caravana Semiárido contra a Fome, onde o petista destaca: “Fingem que a miséria não está voltando, a luta por um Brasil sem fome é do Lula e de todos nós”. 

O ex-presidente fala de sua esperança: “Queria que essa caravana não fosse necessária e acredito que a nossa próxima caravana seja a caravana da esperança”.

Confira a íntegra da carta:

Queridas companheiras, queridos companheiros de luta,

Não tem nada mais importante do que essa caravana que estão fazendo, cruzando esse país, denunciando o crescimento e a volta do Brasil ao mapa da fome.

Mas aqueles que não sabem o que é ter fome, que não se importam com esse flagelo, aqueles que se alimentam da miséria do povo brasileiro, fingem que a miséria não está voltando nesse Brasil que está sendo destruído, e por isso tentam ignorar a voz de vocês, o movimento de vocês.

Tentam também calar minha voz, porque acham que sem a minha presença física ou fala é mais fácil continuar a destruir, impunemente, tudo o que nós construímos. Mas a luta por um Brasil sem fome é do Lula. É de todos nós, juntos e misturados, voz, braços e pernas, conversando, construindo e andando, para construir um país mais justo e solidário.

Por isso, só posso agradecer a solidariedade de vocês terem vindo até Curitiba, vindos desde a Caetés onde nasci e indo para Brasília, onde se decide os nossos destinos.

Na verdade, companheiras e companheiros, o que eu queria mesmo é que esta caravana não fosse necessária. Era que a esta altura do século 21, a gente estivesse calculando não quantas crianças vão morrer de fome, quantas famílias do semiárido vão padecer por conta da seca.

O que eu queria mesmo é que em vez de calcular os mortos, a gente estivesse agora calculando quantos jovens nós vamos conseguir formar na universidade; quantas toneladas de comida de qualidade a agricultura familiar vai colocar na mesa dos brasileiros; quantos empregos com carteira assinada a gente vai gerar em 2019; quantos bilhões de reais do Pré-Sal o Brasil vai investir em educação e saúde, em ciência e tecnologia.

A gente devia era estar agora numa caravana rumo ao futuro. Mas o golpe cometido por Temer e seus aliados tucanos, com apoio da grande mídia e de parte do Ministério Público e do Poder Judiciário, encarcerou o Brasil numa máquina do tempo e nos fez recuar duas décadas em apenas dois anos. Trouxe de volta o desemprego, a fome e a mortalidade infantil. Está privatizando nossas empresas e entregando nossas riquezas e preço de banana.

É nossa missão pisar no freio, inverter a direção dessa máquina e levar o Brasil de volta para o futuro. Boa jornada, companheiros e companheiras. E que a nossa próxima caravana da vitória do povo brasileiro contra a fome e contra todas as formas de opressão

Forte abraço,

Luiz Inácio Lula da Silva 

2 de agosto de 201819:45

Via Brasil de Fato

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 12

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário