Mães da Pedreira realizam debate com Defensoria Pública-Geral

Mães da Pedreira realizam debate com Defensoria Pública-Geral

Direitos

Atividade tem como objetivo aproximar instituição da comunidade

Wallace Oliveira |
As mulheres do MTD se reúnem há cerca de três anos, promovendo formação política e organizando lutas por melhorias na comunidade
Reprodução/PBH

Neste sábado (11), às 14h, mães da comunidade Pedreira Prado Lopes e defensores realizam debate no Espaço Cultural Pátria Livre, região Noroeste da capital. O evento é fruto de uma parceria da Defensoria Pública de Minas Gerais com o coletivo auto-organizado de mulheres do Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD) na comunidade.

“Nós vamos ter a Defensoria Pública dentro da comunidade. Eles virão aqui tirar nossas dúvidas. Por exemplo, por que os presos precisam pagar quando saem da cadeia? Por que advogados às vezes cobram tão caro por coisas simples? Por que a revista [em presídios] é tão abusiva?”, exemplifica Valéria Borges, coordenadora do coletivo do MTD.

As mulheres do MTD se reúnem há cerca de três anos, promovendo formação política e organizando lutas por melhorias na comunidade. Em 2016, o coletivo conquistou a reabertura da Umei Pedro Lessa, creche pública fechada durante dois anos após a queda de uma rocha. As mulheres do MTD ocuparam o local, exigindo a adequação do prédio para receber as crianças. Após cinco dias de ocupação, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) aceitou negociar a reforma e reativação do equipamento.

A atividade acontece em frente à creche, na Ocupação Pátria Livre, também fruto da iniciativa do movimento que, há um ano, ocupou o imóvel para denunciar que ele não cumpria sua função social. As moradoras da ocupação são em sua maioria mulheres, mães de família. “Quando entrou, foi só mulher. Algumas tinham esposo e eles não tiveram coragem de entrar no ato. Teve esposo que desistiu”, conta Soraia Regimare dos Santos, coordenadora da Pátria Livre.

A Ocupação Pátria Livre, onde acontece o debate, fica na Rua Pedro Lessa, 435, bairro Santo André, em BH.

10 de agosto de 201814:00

Via Brasil de Fato

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 7

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário