Alckmin depõe ao MP sobre suspeita de caixa 2

Alckmin depõe ao MP sobre suspeita de caixa 2

Investigação

Candidato tucano à Presidência é acusado de receber doações não declaradas nas campanhas ao governo paulista

Redação |
Candidato tucano, Geraldo Alckmin nega ter sido beneficiado por empreiteira
Marcelo Camargo/ABR

O ex-governador de São Paulo e candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, prestou depoimento ao Ministério Público de São Paulo, na última quarta-feira (15), no inquérito que investiga o uso de caixa 2 para as suas campanhas eleitorais ao governo paulista, em 2010 e 2014. 

Após uma hora de depoimento, Alckmin deixou o MP sem dar entrevistas. A investigação encabeçada pela Promotoria de Patrimônio Público e Social investiga recebimento de vantagem indevida, já que o nome do tucano foi citado em delações premiadas por executivos da empreiteira Odebrecht.

Segundo delatores, Alckmin teria recebido cerca de R$ 10,3 milhões de caixa 2 da empreiteira. Os valores não foram declarados na prestação de contas oficial, enviada à Justiça Eleitoral. O ex-governador e agora candidato, negou as acusações.

Se a investigação avançar, o Ministério Público cogita desmembrar o caso em dois, um relativo à campanha de 2010 e outro à de 2014. Desta forma, um processo poderá ser arquivado e o outro se tornar ação civil pública, se for considerado que há prova para isso.

16 de agosto de 201819:31

Via Brasil de Fato

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 4

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário