Motoristas reclamam de engarrafamentos causados por fendas em viadutos

Motoristas reclamam de engarrafamentos causados por fendas em viadutos

Complicações no trânsito são recorrentes (FOTO: Reprodução)

As reclamações do constante congestionamento no viaduto da BR-116 sobre a Avenida Borges de Melo são muitas. O motivo? As fendas que se abrem no asfalto da via.

De acordo com o Departamento de Engenharia de Transportes da Universidade Federal do Ceará (UFC), a solução é a simples manutenção preventiva. As informações são da Tribuna BandNews FM.

O jornalista Elton Viana diz que todos os dias precisa enfrentar o congestionamento na região.

“Eu moro em Messejana e trabalho no Bairro de Fátima. Passo diariamente por ali, e todo dia tem engarrafamento. O pessoal freia para não bater nas fendas. Costumo utilizar os aplicativos de trânsito e, geralmente, passou da passarela da Aerolândia, aí o próprio aplicativo já diz que o tempo estimado para andar 1 km ou 1,5 km é de nove minutos”, conta o jornalista.

Assim como Elton, a assessora técnica Bárbara Maria também passa diariamente pelo viaduto. Ela afirma que a situação tem piorado. “Os carros costumam agora quase parar para poder passar, porque as crateras nas divisórias do viaduto estão ficando muito grandes”.

As fendas são comuns também em outros viadutos da cidade, como no da Raul Barbosa e no do Antônio Bezerra. De acordo com o professor do Departamento de Engenharia de Transportes da UFC, Heber Oliveira, a manutenção preventiva evitaria o problema.

“O problema pode ser uma questão também da utilização de material distinto, um material de concreto da composição do viaduto com o asfalto tem comportamentos distintos. Além disso, pode existir uma perda do material por baixo da ponte. E aí isso pode ser devido a uma falta de manutenção. Se tiver um programa de manutenção periódica, a cada ano por exemplo, a depender do uso do equipamento, você teria como fazer uma prevenção do surgimento desses problemas como, por exemplo, a troca do material utilizado nessas juntas, com certeza evitaria o surgimento dessas fendas”, explica o especialista.

Por meio de nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes informou que as fendas são causadas pelo desgaste provocado pelos veículos que ocasiona a fadiga dos materiais utilizados nas juntas de dilatação.

No caso específico do viaduto da BR-116 sobre a Avenida Borges de Melo, o DNIT disse que está rescindindo o contrato de manutenção rodoviária, porque a empresa contratada não está atendendo às demandas do segmento.

Segundo o departamento, uma nova empresa deve ser contratada e somente após essa contratação os serviços das juntas de dilatação daquele viaduto vão ser executados. A data para essa contratação e o prazo para a solução do problema não foram repassados.

Confira a reportagem completa de Karla Moura para a Tribuna BandNews FM:


http://jgdprod-us.s3.amazonaws.com/wp-content/uploads/sites/2/2018/08/karla-1708-viaduto-br-116-sonorizado.mp3     

Tribuna Bandnews FM23 de agosto de 201806:46Publicado primeiro em TRIBUNA DO CEARÁ

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 2

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário