Mulher morre em Iguatu após ingerir Noz da Índia com anabolizantes para perder peso

Mulher morre em Iguatu após ingerir Noz da Índia com anabolizantes para perder peso

Claudeniza Oliveira morreu ao ingerir Noz da índia

Claudeniza morreu após adotar método de emagrecimento (Foto: Reprodução/Facebook)

Na tentativa de perder peso para alcançar o corpo idealizado, uma mulher no município de Iguatu, a 366 km de Fortaleza, morreu na última segunda-feira (20) após recorrer a um método que seria milagroso. Francisca Claudeniza, de 26 anos, havia ingerido semente de Noz da Índia junto com anabolizantes, produtos de venda proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Polícia Civil de Iguatu investiga o caso, informa a Rádio Tribuna Band News.

De acordo com o titular da Delegacia Regional de Iguatu, Marcos Nazaré, Claudeniza deu entrada no Hospital Regional de Iguatu no último domingo (19), após apresentar febre e náusea. No dia seguinte, na segunda-feira (20), a mulher faleceu devido aos efeitos colaterais dos produtos que havia tomado para emagrecer.

O corpo foi encaminhado para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para ser necropsiado e averiguar as causas da morte. Marcos afirma que um inquérito policial foi aberto para apurar o caso.

“Vamos instaurar um inquérito policial para encontrar os responsáveis pela venda. Quem vendeu vai responder, no mínimo, por homicídio culposo”, afirma.

O marido de Francisca Claudeniza, Tiago Giorgino, acredita que ela desconhecia os riscos de ingerir os produtos. “Estamos abalados com a situação. Ela tinha comentado com a mãe dela, mas a mãe dela não sabia da existência dos riscos. Acho que ela também não”, relatou.

No ano passado, a Anvisa proibiu o comércio, a fabricação e a distribuição da Noz da Índia, que promete ajudar no emagrecimento. Segundo órgão, o produto tem substâncias tóxicas, causando efeitos colaterais graves no organismo.

O corpo de Francisco Claudeniza aconteceu nesta terça-feira (21), no município de Solonópole, cidade onde a vítima nasceu. O laudo pericial com a causa da morte deve ser concluído em 30 dias.

Risco de métodos milagrosos

A nutricionista Thaís Nobre alerta para os riscos de métodos milagrosos de emagrecimento. De acordo com ela, a Noz da Índia, por exemplo, é um produto que causa diarreia e a pessoa, consequentemente, tem perda de líquido, entre outros efeitos colaterais.

“As pessoas querem perder peso muito rápido. O que promete perder 20 kg ou 30 kg em um mês não deve ser algo saudável”, ressalta.

Para as pessoas que desejam emagrecer, Thaís orienta procurarem profissionais para que sejam recomendadas dietas adequadas ao seu corpo. “É fundamental no processo de emagrecimento ter o acompanhamento de um profissional nutricionista. Cada pessoa tem necessidades diferentes”, explica.

Confira a reportagem da Tribuna Band News:


http://jgdprod-us.s3.amazonaws.com/wp-content/uploads/sites/2/2018/08/220818-materia-morte-mulher-anabolizantes.mp3     

 

Tribuna Bandnews FM23 de agosto de 201811:01Publicado primeiro em TRIBUNA DO CEARÁ

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 7

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário