Aumenta o número de vítimas de golpista que oferecia cirurgias plásticas mais baratas

Aumenta o número de vítimas de golpista que oferecia cirurgias plásticas mais baratas

Maria Josilene Boriz foi presa em casa, em Fortaleza. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Maria Josilene Boriz foi presa em casa, em Fortaleza. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Depois que a imagem da enfermeira que oferecia cirurgias plásticas em hospitais públicos de Fortaleza foi divulgada na imprensa, outras vítimas compareceram à delegacia do Bairro Álvaro Weyne.

Ela se apresentava como funcionária da equipe de cirurgia plástica do Hospital Geral de Fortaleza (HGF) e dizia conseguir cirurgias mais baratas.

De acordo com o titular do 1° Distrito Policial, Renê Andrade, as investigações levaram a outras quatro mulheres que também participavam dos crimes.

“Não param de chegar mais vítimas aqui, na delegacia, vítimas dessa associação criminosa. Já sabemos que não foi um estelionato solitário”, ressaltou.

A Polícia trabalha com cinco suspeitas, mas apenas Maria Josilene Sales está presa. Ela foi autuada em flagrante por estelionato após dois médicos que tiveram seus nomes envolvidos no golpe descobriram a farsa. As atividades identificaram que ela atuava até fora do país, aplicando o mesmo golpe por meio do Whasapp.

Confira mais detalhes nas entrevistas realizadas pela Tribuna BandNews FM:


http://jgdprod-us.s3.amazonaws.com/wp-content/uploads/sites/2/2018/08/vitimas-estelionataria-cirurgias-2408-a-quadrilha-30.mp3     

Tribuna Bandnews FM27 de agosto de 201806:49Publicado primeiro em TRIBUNA DO CEARÁ

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 19

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário