Cruzamento na Aldeota registra 10 acidentes em somente 17 dias

Cruzamento na Aldeota registra 10 acidentes em somente 17 dias

Carro que colidiu

A colisão aconteceu na noite desta terça-feira (16), no bairro Aldeota (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

Os moradores que moram próximo ao cruzamento das ruas Barão de Aracati com Pinto Madeira, no bairro Aldeota, em Fortaleza, testemunharam o 10º acidente em 17 dias. Na noite desta terça-feira (16), uma viatura da Polícia Militar colidiu com um carro de passeio.

De acordo com os moradores, a falta de sinalização contribui para a recorrência de colisões, informam ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

O motorista do carro de passeio, Paulo Aquino, afirma que estava trafegando na rua Pinto Madeira quando foi surpreendido pelo avanço da viatura da PM na via.
“Eu tinha acabado de sair do supermercado e estava indo pela rua Pinto Madeira quando só senti o impacto”, conta Paulo Aquino, em entrevista ao Barra Pesada.
O veículo de Paulo atingiu a lateral da viatura da PM. Devido ao impacto, o carro da polícia foi arremessado, colidindo com a parede de um imóvel. No acidente, não houve feridos, apenas danos materiais. Os veículos ficaram parcialmente destruídos.

De acordo com os moradores, colisões similares são recorrentes devido à falta de sinalização no cruzamento. O síndico de um condomínio, Fernando Zan, afirma que, no período de pouco mais de duas semanas foram registrados nove acidentes.
“Todo mundo providenciou isso (faixa branca na rua Barão de Aracati). A gente pegou um balde de tinta e aí fizemos essa faixa branca porque antes não tinha nada”, ressaltou Fernando.
O Tribuna do Ceará aguarda nota da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) para saber se há previsão da implementação de sinalização no cruzamento.
Confira o caso no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10 desta quarta-feira (17).

Tribuna do Ceará17 de October de 201810:43Publicado primeiro em TRIBUNA DO CEARÁ

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 8

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário