Haddad chama Bolsonaro de ‘soldadinho de araque’, ressalta Educação no Ceará e cita Cid Gomes

Haddad chama Bolsonaro de ‘soldadinho de araque’, ressalta Educação no Ceará e cita Cid Gomes

Fernando Haddad fez comício na Praça do Ferreira. (Foto: Ricardo Stuckert)

Fernando Haddad fez comício na Praça do Ferreira. (Foto: Ricardo Stuckert)

Em sua segunda visita ao Ceará na disputa pela presidência da República, Fernando Haddad (PT) subiu o tom contra o adversário Jair Bolsonaro (PSL), destacou desempenho do Estado na Educação e arrastou multidão pelas ruas do Centro de Fortaleza. Durante a tarde, ele visita Juazeiro do Norte e Crato, na Região do Cariri, e segue para Piauí e Maranhão.

Em comício na Praça do Ferreira, Haddad acusou Bolsonaro de tentar fraudar as eleições através de esquema de notícias falsas enviadas pelo Facebook. “Ele foi obrigado a me enfrentar no 2° turno e a sujeira veio à tona”, disse.

O petista ainda fez referência a frases polêmicas de Bolsonaro enquanto deputado federal. “Durante 28 anos, ele deixou gravado o que pensa do Nordeste e do Bolsa Família. É uma figura doentia, que só tem ódio no coração”, disse Haddad, subindo o tom.

“Ele não me enfrenta porque não tem coragem de falar na minha cara o que o Whatsapp falou por ele a campanha inteira. Vem me enfrentar, soldadinho de araque. Vem falar na minha cara sobre a minha família, sobre os meus bens”, atacou, em tom de voz mais incisivo que o habitual.

Na reta final da campanha, o PT volta às ruas no Nordeste para tentar garantir o desempenho histórico da sigla na região. No primeiro turno, Haddad venceu em oito estados nordestinos, mas perdeu no Ceará para o terceiro colocado, Ciro Gomes (PDT). Ao lado do governador Camilo Santana (PT), reeleito com quase 80% dos votos, Haddad tenta herdar os votos do correligionário e de Ciro.

Durante a manhã. Haddad percorreu as ruas do Centro ao lado de Camilo Santana, do ex-candidato a presidente Guilherme Boulos, da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffman, e outros apoiadores.

Cid e Ciro

No palanque, o presidenciável ressaltou o crescimento do Ceará nos índices de Educação. “Construímos com o governo federal e o governador Cid Gomes o Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica), que foi muito importante porque injetou verba no Ceará e ajudou o Estado a ser líder do Ideb hoje”, afirmou, fazendo referência ao senador eleito Cid Gomes.

Na segunda-feira (15), Cid se envolveu em polêmica nacional contra o PT após fazer uma série de ataques contra o partido em evento pró-Haddad em Fortaleza. Diante do constrangimento, Cid divulgou vídeos apoiando o petista, mas não participou do evento hoje. O irmão, Ciro Gomes, está em viagem na Europa.

Após o ato, Haddad minimizou a ausência de Ciro na campanha. “O Ciro é um grande brasileiro. Mesmo tendo sido crítico, o apoio dele é muito importante. 70% dos eleitores dele já estão votando na gente, e eu vim para o Ceará buscar os outros 30%”, afirmou.

Tribuna do Ceará20 de October de 201815:11Publicado primeiro em TRIBUNA DO CEARÁ

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 25

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário