Mulheres de BH criam projeto para incentivar produção feminina no cinema

Mulheres de BH criam projeto para incentivar produção feminina no cinema

Arte

Cineclube Aranha acontece todo mês, é de graça e aberto ao público em geral

Raíssa Lopes |
As sessões acontecem todas as segundas terças-feiras de cada mês no bairro de Santa Tereza, Região Leste da capital
Foto: Divulgação

Há dois anos, surgia em Belo Horizonte uma iniciativa para divulgar, discutir e fortalecer o cinema feito por mulheres. É o Cineclube Aranha, formado por sete curadoras e que promove sessões gratuitas uma vez por mês no MIS Cine Santa Tereza, Região Leste da capital. 
Todas as exibições são abertas ao público em geral e contam com um debate realizado por uma mulher da área ao final do filme escolhido. De acordo com uma das responsáveis pelo projeto, Mariah Soares, um dos objetivos do Aranha é desmistificar o senso comum de que são poucas as diretoras e cineastas. Na verdade, elas são muitas. 
“Devemos pensar por que o acesso a filmes produzidos por mulheres é tão limitado e por que poucos deles chegam até os festivais. A sociedade sempre delegou às mulheres papéis coadjuvantes, seja na política, na ciência, na arte, no mundo empresarial”, reflete. 
Com a exibição dos filmes, as organizadoras também desejam mostrar como é importante uma presença feminina expressiva, seja atrás ou dentro das telas, nas mesas de conversa e nas críticas. Além disso, buscam incentivar a capacitação técnica das mulheres.
“Infelizmente, ainda é muito comum que sejamos silenciadas ou interrompidas em eventos cinematográficos. A maioria de nós do cineclube já passou por essas situações, inclusive já colocou sua capacidade em xeque por causa delas. Então, queremos criar um ambiente confortável para que as mulheres se sintam à vontade para comentar, analisar as obras”, conta a cineasta.
Neste momento do país, produções que abordam temas políticos e sociais têm sido recorrentes no cineclube. Entre outros assuntos, estão sendo debatidos a democracia, o risco de perder o Ministério da Cultura e o incentivo ao audiovisual. “Podemos perder nossos direitos básicos de existência. Por isso é imprescindível que estejamos juntas, articulando novas formas de resistência”, ressalta Mariah.
Participe
As sessões acontecem todas as segundas terças-feiras de cada mês, sempre às 19h30. O MIS Cine Santa Tereza fica na rua Estrela do Sul, 89, Santa Tereza. O próximo Cineclube Aranha acontece no dia 13 de novembro. Para mais informações, siga a página: www.facebook.com/cineclubearanha.

9 de novembro de 201815:48

Via Brasil de Fato

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hits: 5

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário