Capoeiristas fazem evento no Rio para discutir a luta antirracista e feminista

BRASIL

Capoeiristas fazem evento no Rio para discutir a luta antirracista e feminista

LUTAS

“Saberes” será um encontro de capoeiristas que enxergam a prática como um meio de conscientização

Flora Castro |
A primeira etapa aconteceu no último final de semana em Petrópolis e hoje chega ao Rio. O evento vai até domingo (30)
Jaqueline Deister

Capoeiristas de diferentes regiões do Brasil vão se reunir no Rio de Janeiro para compartilhar reflexões e debater a importância da luta antirracista e do feminismo tendo a Capoeira como ferramenta para essas discussões. O evento acontece a partir desta sexta-feira (28) e vai até domingo (30) e contará com palestras e rodas de conversa que trazem a questão racial e de gênero à tona com a participação de mestras de Capoeira e professores. A primeira etapa aconteceu no último final de semana na cidade de Petrópolis, na Região Serrana do estado.

No ano passado, o encontro trouxe como tema “Saberes: Capoeira Angola, Mulher e Resistência”, e neste ano, o evento se aprofunda nas questões da emancipação das mulheres e dos negros e negras com o tema “Saberes: Descolonizando a Capoeira”. “Convidamos pessoas que possam nos ajudar a ter um pensamento mais ‘enegrecido’, menos branco e que questione essa perspectiva do colonizador que temos na nossa educação desde a escola”, explica Tatiana Brandão, Contra-Mestra de Capoeira Angola e responsável pelo evento.

O cronograma das atividades foi pensado de forma a aliar a prática e a arte da Capoeira e do corpo com a reflexão.Ela explica que a Capoeira, por ser uma manifestação que tem a sua origem na cultura negra, já parte de um local diferente desse tradicional. “A nossa sociedade é fruto desse colonialismo que é muito cruel com os negros e as mulheres. O evento tem o intuito de trazer pessoas que possam nos explicar sobre todas essas questões e nos fortalecer enquanto capoeiristas da importância de estarmos lutando pelas causas sociais”, adicionou Tatiana.

A Capoeira é considerada um movimento muito importante de resistência da cultura brasileira, em especial a Capoeira Angola. O encontro “Saberes: Descolonizando a Capoeira”  ocorrerá na sede da Escola de Capoeira Angola Marrom e Alunos, localizada no Clube Copaleme, na Ladeira Ary Barroso, número um, no bairro do Leme. Para saber mais sobre a programação e como se inscrever, acesse o evento Saberes – Rio de Janeiro no Facebook. 

28 de September de 201809:30

Via Brasil de Fato

Hits: 8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *