SUL E SUDESTE PARAENSES VIVEM PERÍODO DE MAIOR VIOLÊNCIA AGRÁRIA DAS ÚLTIMAS DÉCADAS