BRASIL

O auxílio-moradia e a aristocracia pornográfica

Jeferson Miola Enquanto suas excelências, juízes e juízas federais, embolsarão neste ano cerca de R$ 400 milhões a título do privilégio pornográfico chamado “auxílio-moradia”, o orçamento do programa Minha Casa Minha Vida [mcmv] para 2018 sofreu um corte, ainda mais pornográfico, de R$ 1,5 bilhão. Os 2 justiceiros mais destacados da Lava Jato, Sérgio Moro e Marcelo Bretas, possuem luxuosos residências nas cidades de Curitiba e Rio, onde trabalham e residem. Apesar disso, eles recebem auxílio-moradia, para espanto geral da cínica classe média, ainda crédula no discurso moralista típico de canalhas.…

LEIA MAS