Força Nacional deve chegar ao Ceará até este sábado, com 300 agentes e 30 carros

Força Nacional deve chegar ao Ceará até este sábado, com 300 agentes e 30 carros

Força Nacional dará suporte às forças de segurança que já estão no Ceará. (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro/Arquivo)

Força Nacional dará suporte às forças de segurança que já estão no Ceará. (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro/Arquivo)

Agentes da Força Nacional de Segurança devem chegar ao Ceará até o sábado (5). O apoio foi solicitado pelo governador Camilo Santana (PT), em meio à série de ataques criminosos em Fortaleza e na Região Metropolitana. Segundo apuração do Tribuna do Ceará, devem ser enviados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) 300 agentes e 30 carros.

Nota divulgada pelo MJSP nesta sexta-feira (4) informa que as tropas já estão a caminho do Ceará e atuarão por 30 dias em ações de segurança e apoio à Polícia Federal (PF), à Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e às forças policiais estaduais. Caso necessário, o prazo de atuação da FN poderá ser prorrogado.

O governador enviou ao Ministério da Justiça pedido de envio de homens da Força de Segurança Nacional após incêndios a ônibus e tentativas de explosões, inclusive em viadutos em Fortaleza e na Região Metropolitana.

O ministro Sérgio Moro decidiu enviar a Força Nacional “após os episódios de violência registrados e à dificuldade das forças locais combaterem sozinhas o crime organizado. Também foram consideradas a gravidade dos fatos, a necessidade de manutenção da segurança pública e o dever das forças policiais federais e estaduais de, por ação integrada, proteger a população civil e o patrimônio público e privado de novos incidentes”.

Confira a nota na íntegra:

Brasília, 04/01/2019 – Após determinar, na quinta-feira (3/1), a mobilização da Força Nacional de Segurança Pública (FN), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou nesta sexta-feira (4/1) o envio da tropa ao estado do Ceará. Cerca de 300 homens e 30 viaturas da Força Nacional seguem ainda hoje para o estado e atuarão por 30 dias em ações de segurança e apoio à Polícia Federal (PF), à Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e às forças policiais estaduais. Caso necessário, o prazo de atuação da FN poderá ser prorrogado.

A decisão foi tomada após os episódios de violência registrados e à dificuldade das forças locais combaterem sozinhas o crime organizado. Também foram consideradas a gravidade dos fatos, a necessidade de manutenção da segurança pública e o dever das forças policiais federais e estaduais de, por ação integrada, proteger a população civil e o patrimônio público e privado de novos incidentes.

Ainda foi determinado que as polícias federais intensifiquem as ações de prevenção e repressão ao crime organizado e que o Depen preste todo o apoio necessário para as ações de segurança pública no estado.

A forma de atuação será definida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do MJSP.

A decisão do MJSP atende à solicitação do governador do estado.

Confira a cobertura sobre o caso:

4/1 – Ceará atinge 3º dia de onda de terror com ataques a ônibus e prédios públicos e privados

4/1 – “Declaração do secretário sobre mudanças em presídios instigou ataques”, avalia especialista

3/1 – Viaduto que corre risco de desabar após ataque criminoso passa por operação emergencial

3/1 – Casal de idosos e motorista ficam feridos após ataque a ônibus 

3/1 – Camilo Santana pede apoio da Força Nacional e do Exército após ataques no Ceará 

3/1 – “Pensei que era um meteoro”, diz moradora após explosão em viaduto de Caucaia

3/1 – Secretário opta por não comentar ataques registrados um dia após anunciar mudanças em presídios 

3/1 – Polícia prende 9 suspeitos de envolvimento na onda de ataques na Grande Fortaleza

3/1 – Cartas espalhadas em viaduto atacado ameaçam Governo por mudanças no sistema prisional 

3/1 – Ônibus de Fortaleza vão circular normalmente mesmo após ataques, garante Sindionibus

3/1 – General Theophilo oferece intervenção federal após ataques no Ceará: “Está na mão do governador”

3/1 – Grande Fortaleza sofre onda de ataques um dia após secretário anunciar fim da divisão de facções em presídios

2/1 – “Haverá matança, se juntar detentos de facções diferentes no mesmo presídio”, alerta Copen

2/1 – Novo secretário promete fim da divisão de presídios por facções no Ceará

Tribuna do Ceará4 de January de 201912:21Publicado primeiro em TRIBUNA DO CEARÁ

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*