Ação do TRE retira bandeira contra fascismo da fachada da Faculdade de Direito da UFF

BRASIL

Ação do TRE retira bandeira contra fascismo da fachada da Faculdade de Direito da UFF

CENSURA

Após ação, considerada arbitrária, estudantes organizam protesto nesta quarta-feira (24), em Niterói (RJ)

Redação |
Bandeira antifascista está na fachada do prédio da faculdade de Direito da UFF
Reprodução

Estudantes farão nesta quarta-feira (24), a partir das 19h, um ato em frente à Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói (RJ), para protestar contra a ação arbitrária do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ)  Na última segunda-feira (22), fiscais do TRE retiraram da fachada do edifício uma bandeira que exibia a frase: “Direito UFF antifascista”. Após a ação do TRE, a bandeira foi recolocada no local por estudantes do Centro Acadêmico Evaristo da Veiga (CAEV).

Segundo o CAEV, os fiscais entraram no prédio de forma “arbitrária e ilegal”. Um integrante do centro acadêmico chegou a questionar um fiscal sobre o mandado para a retirada da bandeira antifascista e este afirmou que cumpria um “mandado verbal” expedido pela juíza Maria Aparecida da Costa Bastos, “argumento juridicamente insustentável, mas recorrentemente veiculado no decorrer da ação”, completa, em nota, o CAEV.

“Sem ciência da Diretoria da Faculdade e com repúdio por parte dos estudantes, os fiscais invadiram o telhado e retiraram a bandeira, mesmo sem enquadramento na lei 9.504/97, sem mandado ou qualquer outro documento oficial, baseando-se no equivocado enquadramento em ‘propaganda partidária irregular e negativa’. Nada provou essa intervenção arbitrária, senão a necessidade gritante de combatermos o fascismo que ameaça nosso Direito. O antifascismo é apartidário e abrangência internacional”, afirma a nota do CAEV.

Os estudantes argumentam, ainda, que reafirmam com a bandeira o compromisso com a defesa do estado democrático de direito e que deixa de fazer oposição ao fascismo seria uma “afronta” ao CAEV. “Carregamos em nosso legado o sangue de nossos companheiros brutalmente perseguidos nos regimes ditatoriais, temos espírito da democracia em nossa essência, e, a partir disso, lutaremos até o fim, em qualquer conjuntura, até derrubarmos de vez o fascismo”.

24 de October de 201813:44

Via Brasil de Fato

Hits: 27

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *