Água, luz e nutrientes: saiba como ter uma horta em casa

BRASIL

Água, luz e nutrientes: saiba como ter uma horta em casa

Momento Agroecológico

Confira dicas de como cultivar diferentes tipos de plantas no quintal ou até mesmo na varando do seu apartamento

Michele Carvalho |
Vasos do projeto Hortas e Saberes
Gabi Pastro

Alface, cenoura, berinjela, tomate, coentro, orégano, alecrim, manjericão. Sabia que é possível cultivar essas e muitas outras plantas na sua casa,  mesmo morando em um apartamento ou tendo um quintal bem pequeno?

A bióloga Gabi Pastro, que dá oficinas e cursos sobre alimentação saudável e agricultura urbana orgânica, explica que a falta de espaço não é problema para se ter uma horta em casa.

“O problema é sol, é requisito essencial. Ás vezes, dá até um pouco de dó de falar para pessoa, que ela não tem como ter uma horta, se ela não tiver pelo menos quatro horas de sol direto na planta”, conta.

Como os vasinhos precisam ficar em um lugar aberto para receber essa dose diária de calor e luz, Gabi lembra que eles também estarão expostos à chuva. Mas, se engana quem pensa que isso pode prejudicar o desenvolvimento das plantas. A bióloga diz que, fora algumas espécies mais específicas, como o alecrim, orégano, a lavanda ou a sálvia, que podem criar fungos com o excesso de água, a chuva é uma boa aliada para quem quer ter uma horta vistosa e diversificada.

“Ela faz até uma adubação. Então você percebe, quando você rega sua planta em casa com a água encanada, não tem o mesmo efeito de uma chuva. Depois de uma chuva, aquela planta, aquele jardim, ele se desenvolve muito mais. Então é bem vindo”, explica.

Mas Gabi faz um alerta importante na hora de aguar os vasinhos. “Não regar se de repente a terra ainda está molhada. De repente, choveu há dois dias atrás e aquela água ainda não foi embora do vaso, por exemplo. Coloca lá o dedo na terra, vê se a terra está molhada para ver se vai regar ou não”, esclarece.

Outro ponto que merece atenção na hora de cuidar da horta é a adubação. Vale lembrar que além de luz, calor e água, as plantas também precisam de nutrientes para crescerem fortes. Gabi chama atenção para a importância de usar adubos orgânicos, que podem ser comprados em casas de jardinagem ou feitos em casa. Ela dá algumas dicas. 

“Composto orgânico, que é feito através da compostagem, que até dá pra fazer em casa e o outro que também dá pra fazer em casa, é o húmus de minhoca, que dá pra ter um minhocário e o resíduo todo que sai de lixo orgânico da cozinha, pode se transformar no seu adubo da horta”.

Além desses dois, o esterco de vaca também serve como adubo. E um detalhe que faz toda a diferença é a periodicidade da adubação, que deve ser feita de 40 em 40 dias.

Agora que você já conhece alguns truques de como regar, adubar e aprendeu que o sol é prioridade para as plantinhas, o agrônomo do Instituto Inhotim, Juliano Cezar Zonzini Borin, tem uma pequena estória que vai te ajudar a entender qual o melhor jeito de colher o que você plantou.

“Tinha um menino que ia colher flor e ai, um dia que ele estava colhendo flor, ele escutou um choro e aí ele foi ver, era a planta chorando, por que ele estava puxando as flores. E aí, a planta falou para ele cortar com a tesoura, que machucava menos ela e ele conseguia cicatrizar mais fácil”, conta Borin.

São vários os motivos para se ter uma horta ou mesmo vasinhos em casa. Além de poder contar sempre com legumes, verduras e temperos fresquinhos e livres de veneno, as plantas também contribuem para a saúde emocional de quem tem contato com elas. Gabi explica que já existem estudos que comprovam os benefícios delas no combate a uma das doenças mais comuns nos dias de hoje.

“E tem estudos infinitos que falam que é muito bom para o mental. Tem até uma bactéria, e isso é comprovado, uma bactéria na terra, que ela é responsável por combater a depressão. Então, você entrar em contato com a terra, ajuda a você ter uma qualidade emocional e mental”, lembra.

Não importa se você mora em uma casa com um amplo quintal ou em um apartamento pequeno. É possível cultivar plantas e flores. Aproveite as dicas que você ouviu agora e busque esse contato com a natureza e seus benefícios. 

6 de November de 201810:26

Via Brasil de Fato

Hits: 15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *