Atacante brasileiro sofre racismo ao jogar na Rússia

BRASIL

Atacante brasileiro sofre racismo ao jogar na Rússia

Esporte

Futebol europeu é palco de insultos racistas

Da Redação |
Jogador Malcon é mal recebido por torcedores do Zenit
Divulgação

O atacante brasileiro Malcom foi vítima de racismo em sua estreia no Zenit, clube russo. Ao entrar no gramado no segundo tempo do empate contra o Krasnodar, pelo Campeonato Russo, torcedores do Zenit abriram uma faixa com a frase “mantenham a tradição”. A frase faz alusão a um manifesto escrito por torcedores defendendo que a ausência de jogadores negros no time seria um respeito às tradições do clube.
Malcom não é o primeiro brasileiro a sofrer racismo por parte dos torcedores deste time. O jogador Hulk também relatou que era insultado constantemente quando estava em campo. O ex-lateral brasileiro Roberto Carlos também foi alvo de racismo pelo mesmo time, em 2011, o que fez com que o Zenit pagasse uma multa, aplicada pela Federação Russa de Futebol.

22 de August de 201919:47


Publicado Primeiro em Brasil de Fato

Hits: 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *