Cinema popular reabre na zona norte do Rio com apoio do MinC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cinema popular reabre na zona norte do Rio com apoio do MinC

Um importante equipamento cultural, instalado na zona norte do Rio, em uma das regiões mais pobres e violentas da cidade, voltará a funcionar em breve. O Ponto Cine, sala de cinema dedicada a exibir exclusivamente produções nacionais a preços populares, estava fechado desde fevereiro e  deve reabrir até outubro. O retorno será possível graças a investimentos do Ministério da Cultura (MinC) e parceria do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ).

O termo de acordo foi assinado na noite desta segunda-feira (2) pelo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, o reitor do IFRJ, Rafael Almada, e o diretor do Ponto Cine, Adailton Medeiros. O cinema fica no bairro de Guadalupe, próximo ao Complexo do Chapadão, uma das áreas mais conflagradas nos últimos anos, palco de constantes enfrentamentos entre polícia e traficantes, e que constantemente aparece no noticiário como local de roubo de cargas.

“Nós conseguimos articular esta parceria entre o Ministério da Cultura, o Ponto Cine e o Instituto Federal do Rio de Janeiro, que ministrará os cursos aqui. Isso vai possibilitar reabrir o Ponto Cine para que ele volte a exibir os filmes brasileiros, como vinha fazendo. Quem se beneficia com isso é a população de Guadalupe e do entorno da zona norte do Rio de Janeiro”, disse o ministro.

O acordo prevê investimento de R$ 500 mil, que possibilitará a realização de dois cursos técnicos, de 160 horas cada, para duas turmas de 25 alunos: direção cinematográfica e formação de atores. Os alunos serão selecionados a partir de critérios como local de residência e renda familiar. Eles receberão auxílio de transporte e alimentação.

“Estamos falando de uma região com baixo IDH [Índice de Desenvolvimento Humano], considerada de risco, por conta da violência e ação de quadrilhas. Precisamos disputar o jovem desta região com o crime organizado e a maneira de fazer isso é oferecer alternativas de renda e emprego”, disse Sá Leitão.

Adailton Medeiros, que além de diretor é o idealizador do Ponto Cine, comemorou a volta do espaço, após estar fechado, desde o início do ano, por problemas financeiros.

“O Ponto Cine existe desde 2006. É a primeira sala popular digital do Brasil. Somos o maior exibidor de filmes brasileiros em todo o país. Não somos apenas uma sala de cinema, mas um grande guarda-chuva de projetos ligados à educação. Com a crise econômica, os nossos patrocínios foram diminuindo muito e tivemos de jogar a toalha em fevereiro”, disse Adailton.

A sala tem 73 lugares e ingressos a preços populares: R$ 8 a inteira e R$ 4 a meia. O Ponto Cine fica no Shopping Guadalupe, que, na verdade, é um pequeno centro comercial no bairro de Guadalupe.

Um importante equipamento cultural, instalado na zona norte do Rio, em uma das regiões mais pobres e violentas da cidade, voltará a funcionar em breve. O Ponto Cine, sala de cinema dedicada a exibir exclusivamente produções nacionais a preços populares, estava fechado desde fevereiro e  deve reabrir até outubro. O retorno será possível graças a investimentos do Ministério da Cultura (MinC) e parceria do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ).

O termo de acordo foi assinado na noite desta segunda-feira (2) pelo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, o reitor do IFRJ, Rafael Almada, e o diretor do Ponto Cine, Adailton Medeiros. O cinema fica no bairro de Guadalupe, próximo ao Complexo do Chapadão, uma das áreas mais conflagradas nos últimos anos, palco de constantes enfrentamentos entre polícia e traficantes, e que constantemente aparece no noticiário como local de roubo de cargas.

“Nós conseguimos articular esta parceria entre o Ministério da Cultura, o Ponto Cine e o Instituto Federal do Rio de Janeiro, que ministrará os cursos aqui. Isso vai possibilitar reabrir o Ponto Cine para que ele volte a exibir os filmes brasileiros, como vinha fazendo. Quem se beneficia com isso é a população de Guadalupe e do entorno da zona norte do Rio de Janeiro”, disse o ministro.

O acordo prevê investimento de R$ 500 mil, que possibilitará a realização de dois cursos técnicos, de 160 horas cada, para duas turmas de 25 alunos: direção cinematográfica e formação de atores. Os alunos serão selecionados a partir de critérios como local de residência e renda familiar. Eles receberão auxílio de transporte e alimentação.

“Estamos falando de uma região com baixo IDH [Índice de Desenvolvimento Humano], considerada de risco, por conta da violência e ação de quadrilhas. Precisamos disputar o jovem desta região com o crime organizado e a maneira de fazer isso é oferecer alternativas de renda e emprego”, disse Sá Leitão.

Adailton Medeiros, que além de diretor é o idealizador do Ponto Cine, comemorou a volta do espaço, após estar fechado, desde o início do ano, por problemas financeiros.

“O Ponto Cine existe desde 2006. É a primeira sala popular digital do Brasil. Somos o maior exibidor de filmes brasileiros em todo o país. Não somos apenas uma sala de cinema, mas um grande guarda-chuva de projetos ligados à educação. Com a crise econômica, os nossos patrocínios foram diminuindo muito e tivemos de jogar a toalha em fevereiro”, disse Adailton.

A sala tem 73 lugares e ingressos a preços populares: R$ 8 a inteira e R$ 4 a meia. O Ponto Cine fica no Shopping Guadalupe, que, na verdade, é um pequeno centro comercial no bairro de Guadalupe.

Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasilhttp://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-07/cinema-popular-reabre-na-zona-norte-do-rio-com-apoio-do-mincPublicado primeiro em EBC ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Hits: 9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *