Começam obras de recuperação em 80 escolas da rede estadual

GERAL

Começam obras de recuperação em 80 escolas da rede estadual

Alunos, professores e funcionários de 80 escolas estaduais, de 57 municípios, vão encontrar prédios e ambientes melhores quando voltarem às aulas. Nesta segunda-feira (5), o vice-governador José Paulo Cairoli assinou a ordem de início das obras, em cerimônia no Palácio Piratini. A maioria é de caráter emergencial para consertar os estragos causados pelos temporais do segundo semestre de 2017. O investimento total é de R$ 11.624.992,00. Os recursos são divididos entre o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) – R$ 6.693.064,00 – e o governo do Estado – R$ 4.985.928,00.
Cairoli representou o governador José Ivo Sartori, que cumpre agenda oficial em Brasília. O vice-governador falou de algumas prioridades do governo. ?Nessa caminhada de mudanças, nosso esforço é preservar o que é essencial. E a Educação é essencial. Nosso esforço é para cumprir o nosso dever constitucional, destinando dinheiro do caixa único para a Educação. Estamos dando qualidade para nossos estudantes e pensando nas próximas gerações?, afirmou.
Segundo o secretário da Educação, Ronald Krummenauer, mais de 130 mil alunos vão ser diretamente beneficiados. Ele explicou que serão 81 obras em 80 escolas. Dessas, 60 são emergenciais e serão pagas pelo Estado. O restante, que o secretário classificou como reformas programadas, será financiado com verba do Bird.
?Conseguimos agilizar o processo. Algumas obras já começaram, e temos a expectativa de que a maioria estará pronta no início do ano letivo, entre o fim de fevereiro e o começo de março. As que não estiverem prontas certamente estarão bem adiantadas, para que os alunos tenham o menor prejuízo possível?, informou.
O secretário de Obras, Saneamento e Habitação, Fabiano Pereira, disse que, com a ordem de início, as obras devem ficar dentro do prazo, até março. ?A maioria dos estragos aconteceu em outubro, com ventos e granizos. Muitas escolas foram destelhadas e ficaram com a estrutura comprometida, sem cobertura, sem muro. Co…

Hits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *