Cuba monta hospitais de campanha para atender vítimas de ciclone em Moçambique

BRASIL

Cuba monta hospitais de campanha para atender vítimas de ciclone em Moçambique

AJUDA HUMANITÁRIA

No grupo, há especialistas de medicina geral integrada, cirurgia, medicina interna, pediatria, ginecologia, cirurgiões

Redação* |
Médico cubano faz atendimento em Moçambique
Foto: Cubadebate

Os médicos cubanos enviados a Moçambique logo após a passagem do ciclone Idai, que deixou mais de 700 mortos, montaram no país hospitais de campanha completos com infraestrutura para consultas e cirurgias. As tendas também contam com laboratórios clínicos e microbiológicos, equipes para diagnósticos por imagem e 20 leitos de hospitalização.

Cuba enviou ao país africano 16 médicos e outros funcionários de apoio e administrativos. No grupo, há especialistas de medicina geral integrada, cirurgia, medicina interna, pediatria, ginecologia, cirurgiões, ortopedistas e epidemiologistas.

No total, há mais de 270 colaboradores cubanos prestando assistência em Moçambique.

O país caribenho decidiu enviar, na semana passada, apoio médico, equipamentos essenciais e profissionais à África. O vice-presidente do Conselho de Estado e Controladoria Geral da República, Gladys Bejerano Portela, esteve na embaixada de Moçambique em Havana, e se pronunciou em solidariedade ao país africano.

“Em nome do Estado, o governo e o povo cubano, expressamos nossas mais profundas condolências, simpatia e solidariedade com o governo e povo da República de Moçambique”, disse.

(*) Com Cubadebate

2 de April de 201913:55


Publicado Primeiro em Brasil de Fato

Hits: 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *