Cúpula entre Kim e Trump no Vietnã termina sem acordo e antes do previsto

BRASIL

Cúpula entre Kim e Trump no Vietnã termina sem acordo e antes do previsto

Desnuclearização

Exigência do fim das sanções dos EUA e desmantelamento do complexo nuclear norte-coreano levaram a impasse

Opera Mundi* |
Presidentes dos EUA, Donald Trump (direita), e da Coreia do Norte, Kim Jong-un, se encontraram em Hanói nesta quinta-feira (28)
Foto: Saul Loeb/AFP

A segunda cúpula entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, em Hanói, no Vietnã, terminou antes do previsto e sem um acordo entre os líderes, informou a Casa Branca nesta quinta-feira (28).

“Os dois discutiram várias formas de garantir a desnuclearização e as questões econômicas relacionadas. Desta vez, não se chegou a um acordo, mas suas respectivas equipes esperam manter reuniões no futuro”, disse a porta-voz norte-americana, Sarah Sanders.

Trump, por sua vez, declarou que suas diferenças com Kim foram reduzidas e que o norte-coreano teria prometido que não faria mais testes nucleares. No entanto, disse Trump, o norte-coreano “tem uma certa visão que não coincide” com a sua. “Tivemos um tempo muito produtivo. Havia várias opções, mas desta vez decidimos que não era uma boa coisa assinar uma declaração conjunta na cúpula”, afirmou.

Os Estados Unidos foram para o encontro com o objetivo de convencer Kim a desmantelar totalmente o Complexo de Yongbyon, local chave para a Coreia do Norte armazenar suas armas nucleares. Já o norte-coreano, por sua vez, queria o fim das sanções, o que foi considerado por Trump como um “desnível” na expectativa entre as nações.

A expectativa também era de que os dois líderes chegassem a um acordo para declarar o fim da Guerra da Coreia, interrompida por um armistício em 1953, mas isso não ocorreu.

Após o encontro de dois dias, Trump já deixou Hanói. Ele chegou ao aeroporto Internacional de Noi Bai por volta das 15h33 e o avião presidencial decolou às 15h50 (horário local). O chefe de Estado norte-americano, que afirmou que ainda não está prevista uma nova cúpula com Kim, desembarcará à noite em Washington.

Histórico

Essa é a segunda reunião entre Kim e Trump, após a cúpula de 12 de junho de 2018, em Singapura, quando ambos se comprometeram com a desnuclearização da península coreana.

A reaproximação acontece após pesadas sanções da comunidade internacional contra o governo do país asiático, que desenvolveu ogivas nucleares e mísseis intercontinentais capazes de atingir os EUA.

Acusações de Michael Cohen

Durante entrevista a coletiva de imprensa, o presidente dos Estados Unidos aproveitou para se defender das acusações feitas na quarta-feira (27) por seu ex-advogado Michael Cohen perante o Congresso norte-americano.

“Não há conluio com os russos”, disse o republicano, que foi chamado de racista, vigarista e trapaceiro na Câmara dos Representantes.

Cohen prestou depoimento após ser condenado a três anos de prisão por evasão fiscal, falso testemunho e violação da lei eleitoral.

(*) Com Ansa
 

28 de February de 201915:02


Publicado Primeiro em Brasil de Fato

Hits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *