Data Debate: Veja quais candidatos falaram mais vezes a palavra “segurança” durante programa

GERAL

Data Debate: Veja quais candidatos falaram mais vezes a palavra “segurança” durante programa

Governo, debate

Candidatos ao Governo falam de segurança no primeiro debate. (FOTO: Lya Cardoso/Tribuna do Ceará)

Questão importante e em evidência na vida do cearense, o tema Segurança deu o tom das campanhas eleitorais no Estado. No primeiro debate entre os candidatos ao Governo do Ceará, Ailton Lopes (Psol), General Theophilo (PSDB) e Hélio Góis (PSL) falaram sobre o tema. O Tribuna do Ceará contabilizou 16 citações da palavra nesta quarta-feira (22), nos estúdios da TV Jangadeiro, em Fortaleza. Convidado, Camilo Santana (PT) decidiu não participar do espaço.

O assunto Segurança foi abordado prioritariamente no primeiro bloco, quando os candidatos foram questionados diretamente pelos mediadores. Além dos números da violência no Ceará, as discussões sobre o tema também permearam questões como educação e emprego.

Ailton Lopes citou a palavra Segurança somente uma vez. Ele começou lembrando que Fortaleza está entre as cidades que mais matam no mundo. O candidato do Psol criticou fortemente os índices alarmantes da violência e promessas populistas das últimas gestões do Governo. Para o tema, o candidato aposta investir em inteligência, promover direitos e garantir a cidadania para suprir a falta de políticas públicas e sociais principalmente nas áreas mais pobres.

Candidato ao Governo pelo PSDB, General Theophilo usou a palavra em cinco oportunidades. O tucano falou sobre uma das principais propostas de sua plataforma, que é reduzir o número de homicídios do Estado em 50%. Aliado a isso, investir em inteligência, tecnologia, além de um micro mapeamento dos delitos no Ceará e desenvolver ações para apreensão de drogas. Além disso, combater facções criminosas, o feminicídio usando tornozeleiras eletrônicas em agressores e investir em educação e saúde.

O candidato do PSL usou a palavra segurança nove vezes. Hélio Góis criticou a postura do Governo do Estado no enfrentamento à criminalidade e cobrou responsabilidade da atual gestão. Como proposta para a área, destacou investimento em inteligência, em material humano, a melhoria das polícias e da gestão, além da instalação de bloqueadores nos presídios.

Números assustadores

No governo de Camilo Santana, candidato a reeleição e ausente deste primeiro debate, os números da violência chamam atenção. Com o crescimento da atuação das facções no Ceará, a insegurança ficou mais evidente para a população, principalmente em números. Só em julho, por exemplo, o estado registrou um homicídio a cada duas horas, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

De janeiro a julho, o Ceará já registra um total de 2.758 assassinatos, sendo 47 pessoas vítimas de sete chacinas. A marca é ligeiramente inferior aos sete primeiros meses de 2017, ano em que a violência foi recorde no estado, quando houve 2.773 casos.

A violência no Ceará teve um grande crescimento no número de homicídios nos últimos 20 anos, sobretudo nos oito anos de governo de Cid e nos três e meio de Camilo. O aumento de 1998 a 2017 foi de 545%, subindo de 941 assassinatos para 5.134.

O número registrado no ano passado foi o maior na história. A escaladada de violência supera e muito o crescimento populacional do Ceará, que saltou de 7 milhões para 9 milhões no período – aumento de 28%.

Debate

O debate do Sistema Jangadeiro com os candidatos ao Governo do Estado é o maior multiplataforma no Ceará nas eleições 2018, envolvendo 11 veículos de comunicação, incluindo as TVs Jangadeiro e Nordestv, a Rádio Tribuna Band News FM, seis rádios que compõem a Rede Jangadeiro FM no interior e o portal Tribuna do Ceará, com transmissão ao vivo nas redes sociais de todos os veículos.

Acompanhe mais informações sobre o debate:

Confira como foi o debate dos candidatos ao Governo no Sistema Jangadeiro

Editorial do Sistema Jangadeiro sobre a ausência de Camilo Santana no debate dos candidatos ao Governo

General Theóphilo propõe colocar tornozeleira eletrônica em agressores de mulheres

“Camilo não veio porque não pode explicar a aliança que fez com Eunício”, critica Ailton Lopes

Candidato de Bolsonaro no CE questiona General sobre FHC “ter se mancomunado com Lula no Foro de SP

Tribuna do Ceará22 de agosto de 201815:46Publicado primeiro em TRIBUNA DO CEARÁ

Hits: 19

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *