El Salvador vai às urnas neste domingo em eleições presidenciais

BRASIL

El Salvador vai às urnas neste domingo em eleições presidenciais

Internacional

É a sexta eleição presidencial salvadorenha após a assinatura dos acordos de paz de 1992, que acabou com a guerra civil

Redação Ópera Mundi |
São esperados mais de 5,2 milhões de eleitores nos 1.595 postos de votação em todo o país
Foto: Reprodução

A população de El Salvador vai às urnas neste domingo (3) para escolher o próximo presidente do país que cumprirá o mandato de 2019 a 2024.

Essa é a sexta eleição presidencial salvadorenha após a assinatura dos acordos de paz de 1992, que acabou com a guerra civil e deu origem a um longo período democrático.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de El Salvador, os postos de votação se abrem às 7h locais (11h no horário de Brasília) e se fecham às 17h (21h no horário de Brasília).

Ainda segundo o órgão, são esperados mais de 5,2 milhões de eleitores nos 1.595 postos de votação em todo o país.

De acordo com o governo, a Organização dos Estados Americanos (OEA) enviou 84 observadores aos 14 distritos de El Salvador, que se somam a outros grupos internacionais como a Obervação Eleitoral da União Europeia.

O atual presidente, Salvador Sánchez Cerén, do partido de esquerda FMLN, se manifestou pelo Twitter, dizendo que todos os instrumentos estão prontos “para que o exercício do direitos ao voto possa de realizar com todas as garantias”.

Candidatos

Pela Constituição determinar um mandato de cinco anos e não permitir a reeleição, o FMLN lançou Hugo Martínez como candidato do governo, para dar continuidade à hegemonia do partido que desde 2009 está no comando de El Salvador.

Filho de professores, Martínez é engenheiro agrônomo e começou sua carreira política ainda no movimento estudantil durante o período da guerra civil.

Foi ministro das Relações Exteriores durante o primeiro governo do FMLN, o mandato do ex-presidente Mauricio Funes. Também ocupou o cargo de secretário do sistema da Integração Centroamericana.

Entretanto, segundo as pesquisas de intenção de voto, Martínez é o terceiro colocado e não irá para o segundo turno.

A disputa pelo próximo mandato presidencial no país está entre Carlos Calleja e Nayib Bukele, dois candidatos da direita.

Calleja é um empresário de 43 anos que concorre pela legenda tradicional conservadora Arena (Aliança Republicana Nacionalista), partido que governou o país de 1989 a 2009.

O Arena está envolvido em vários casos de corrupção, sendo investigado desde 2018 por um caso de desvio de verbas públicas em um valor de 7,6 milhões de dólares. 

Formado pela Escola de Negócios da Universidade de Nova York, Calleja é dono do “Super Selectos”, a maior cadeia de supermercados de El Salvador. 

A novidade dessas eleições é Nayib Bukele, que concorre pela primeira vez à presidência pelo recém-criado partido Gana (Grande Aliança pela Unidade Nacional).

Bukele, que se mostrou favorito em vários cenários, foi prefeito de San Salvador quando era filiado ao FMLN.

O candidato que concorre por uma legenda pequena e costuma não ir aos debates, adotou a estratégia de se comunicar pelas redes sociais e manifestar um discurso anti-política.

3 de February de 201913:23

Via Brasil de Fato

Hits: 0

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *