“Ela chegou rindo, é chocante”, conta cunhada da mulher que matou a filha a pauladas e alegou rapto

GERAL

“Ela chegou rindo, é chocante”, conta cunhada da mulher que matou a filha a pauladas e alegou rapto   

Franciele de Macedo, irmã de um dos suspeitos, chama de “terrível” a morte de Maria Esther. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A morte cruel de Maria Esther, que tinha apenas 1 ano e 10 meses, surpreendeu também a família de Franciel de Macedo, companheiro de Ana Cristina, mãe da menina. Os dois mataram a criança a pauladas, na própria casa, na madrugada de terça-feira (20).

A irmã do suspeito conta, no entanto, que o casal parecia tratar bem a vítima. Depois, a parente e outras pessoas vinham notando manchas no corpo da criança.

Após a confissão do irmão e da cunhada, ela espera que os dois sejam punidos. O choro constante teria sido o motivo do crime.

A avó da menina, Raimunda Farias, e mãe de Ana Cristina, suspeita, foi ao IML (Instituto Médico Legal) na manhã desta quinta-feira (22), para liberação do corpo da neta.

Segundo familiares do suspeito, tanto Franciel como Ana Cristina pareciam ter boa relação com a menina. No entanto, a criança começou a aparecer com hematomas pelo corpo e isso gerou certa desconfiança. O pai do homem chegou a perguntar ao casal se eles estavam batendo em Maria Esther.

Negaram, alegando ter sido uma queda. Mas esse tipo de situação se tornou frequente.

“Ele sempre demonstrou ser carinhoso com a criança. Ele agrediu, eles mataram… Não só ele, ela também. Ela agredia com chutes, jogou no chão. Ele assumiu ter batido na criança porque ela chorava muito, mas isso não justifica. Nunca passou pela cabeça da gente que isso poderia ter acontecido. É triste porque a gente conviveu com ela aqui, sabia que ela era criança especial. A gente sabia que ela não fazia mal a ninguém. É inaceitável uma monstruosidade dessas. Que eles paguem, né. A gente é família, mas primeiro de tudo a gente é ser humano. A gente sabe que o que eles fizeram foi muito terrível, terrível mesmo”, disse Franciele de Macedo, irmã do suspeito.

Ainda em entrevista ao repórter Dênis Barbosa, do programa Barra Pesada, Franciele conta que, logo após se desfazerem do corpo da menina, que foi banhado, vestido e perfumado, o casal foi até a casa de uma amiga, em Maracanaú. Enquanto Franciel estava aos prantos, Ana Cristina almoçou e não parecia estar abalada. A mulher contou a situação estranha em áudios enviados no WhatsApp.

“A gente tem uns áudios. Depois que se desfizeram do corpo da criança, ela chegou numa conhecida da gente. Ela conseguiu almoçar de sangue frio, ele não conseguiu. Ele só chorava. Ela conseguiu almoçar e ela chegou rindo, feliz. É chocante”, revelou a irmã.

Entenda o caso

Na tarde desta terça-feira (20), o casal registrou um Boletim de Ocorrências, afirmando que Maria Esther teria sido raptado por um casal que estava em um carro preto, modelo Fox, enquanto a família estava passando de bicicleta pela Estrada dos Macacos, no bairro Pajuçara, entre os municípios de Pacatuba e Maracanaú.

Após os policiais ouvirem familiares e vizinhos e analisarem câmeras de monitoramento, Ana Cristina e Franciel se tornaram suspeitos. Nas imagens de câmeras por onde o casal passou de bicicleta, os agentes perceberam que a criança, carregada nos braços da mãe, estava imóvel. A suspeita de que a menina estava sendo carregada morta então surgiu.

Motivo

Para o delegado, o crime não foi premeditado, mas o casal não parecia ter interesse em criar a menina. “Não podemos garantir que houve uma premeditação. O que podemos dizer é que essa criança era rejeitada no âmbito familiar”.

O delegado disse, ainda, que Ana Cristina não queria desagradar seu atual companheiro com uma criança de outro relacionamento. Ela também estaria grávida de três meses. Além disso, Maria Esther era epiléptica e carecia de mais cuidado e atenção.

Após a investigação, o casal foi preso, autuado por homicídio qualificado e levado para a Delegacia de Capturas, em Fortaleza.

Confira a reportagem completa no programa Barra Pesada desta quinta-feira (22), a partir das 12h05, na TV Jangadeiro/SBT.

    TV Jangadeiro  22 de August de 2019  12:34  

Publicado Primeiro em Tribuna do Ceará

Hits: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *