Famílias têm 80 hectares de lavoura destruída em violenta reintegração de posse na PB

BRASIL

Famílias têm 80 hectares de lavoura destruída em violenta reintegração de posse na PB

Reforma Agrária

A ação executada pela Polícia Militar passou o trator nas plantações de 120 famílias de camponeses usando de violência.

Homero Baco |
Após repressão com gás de pimenta, bala de borracha, bomba de gás e ameças, a destruição das louvares teve início.
João Muniz

De um lado a repressão policial e do outra mulheres, homens e crianças viam o fruto do seu trabalho e sustento ser destruído.

Várias pessoas foram atingidas por bala de borracha.

Os policiais destruíram todo o plantio dos trabalhadores, o que incluía jerimum, fava, amendoim além de outras produções. Segundo João Muniz, as famílias moram e trabalham na localidade há mais de 100 anos. “O pessoa mora há mais de cem anos, são mais de 120 famílias e nós estamos acompanhando aqui há uns três anos. Viviam acuados, sem ter direito a trabalhar. Moravam na propriedade, mas trabalhavam de acordo com o interesse do proprietário. Aí o pessoal se rebelou e começou a ocupar mais espaço. Mas isso está sendo de uma certa forma uma reação do proprietário”.

A área está em conflito há mais de dez anos, período em que Paulo Maia se tornou proprietário. Segundo as famílias o atual proprietário foi subtraindo as terras dos pequenos agricultores, reduzindo à um pequeno terreno ao redor de suas casas. “Há três anos as famílias resolveram resistir a essa situação, passando a plantar nas áreas que sempre utilizaram para tirar seus sustentos”, explicou o agente pastoral. Eram cerca de 120 hectares de terra plantados, depois da ação de hoje só restaram 50 hectares
A Comissão Pastoral da Terra informou que a assessoria jurídica da organização está impetrando ação que reverta a situação de violência que vivem as famílias e que garanta que os cerca de 50 hectares de lavoura ainda não destruídos sejam preservados. Informou também que amanhã terão audiência junto ao Governo do Estado para denunciar a truculência da Polícia Militar. 
 

8 de agosto de 201821:15

Via Brasil de Fato

Hits: 4

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *