Jogadoras tentam organizar sindicato

BRASIL

Jogadoras tentam organizar sindicato

Gol de Placa

Garantia de direitos demanda um sindicato atuante que fiscalize e cobre o tratamento digno para essas trabalhadoras

Da Redação |
Processo de organização da categoria de trabalhadoras do esporte
Fenapaf

O caminho para o fortalecimento e profissionalização do futebol feminino também passa pela garantia de direitos para as atletas da modalidade. E a garantia de direitos demanda um sindicato atuante que fiscalize e cobre o tratamento digno para essas trabalhadoras do esporte. Cada estado tem seu sindicato de atletas, que integram a Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf).

E a novidade definida em assembleia da Fenapaf na última segunda-feira (10) é que a Federação tenta agora abarcar também sindicatos as jogadoras, que tanto podem se organizar em sindicatos femininos como nos sindicatos de atletas já existentes. A goleira do Santos e ex-Seleçao, Thais Picarte, é a responsável pelo Departamento de Futebol Feminino dentro da Fenapaf e terá a difícil tarefa de organizar uma categoria que passa muitas dificuldades e que tem poucas atletas profissionalizadas.

19 de December de 201815:00

Via Brasil de Fato

Hits: 19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *