Justiça decreta prisão de suspeitos de sequestrar e executar PM no Rio

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Justiça decreta prisão de suspeitos de sequestrar e executar PM no Rio

O Plantão Judiciário na cidade de São Pedro da Aldeia, no Rio de Janeiro, decretou ontem (29) à noite a prisão de dois suspeitos de sequestrar e assassinar o policial militar (PM) Antônio Carlos Oliveira de Moura, de 33 anos, no último sábado (28). A informação é do programa Disque Denúncia, que oferece recompensa de R$ 5 mil por informações que levem às prisões de Paula de Azevedo Souza Esteves e Luis Fernando Souza da Silva.

O cabo da PM era lotado no Batalhão de Polícia Rodoviária. Ele foi sequestrado por criminosos em Iguabinha, no município de Araruama, na Região dos Lagos fluminense, e, depois de assassinado a tiros, teve o corpo abandonado em uma fazenda na cidade vizinha de Iguaba Grande.

O carro da vítima foi incendiado próximo do local onde o corpo foi encontrado, segundo o Disque Denúncia. A polícia investiga se o cabo foi assassinado apenas por ser policial militar. A Delegacia de Araruama (118ª DP) continua com as investigações para tentar identificar outros suspeitos de participação no crime.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos suspeitos favor informar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; por meio de mensagem privada no Facebook; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.

O Disque Denúncia é uma organização não governamental que trabalha em parceria com a Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro para receber informações que levem à resolução de crimes e ao paradeiro de suspeitos.

O Plantão Judiciário na cidade de São Pedro da Aldeia, no Rio de Janeiro, decretou ontem (29) à noite a prisão de dois suspeitos de sequestrar e assassinar o policial militar (PM) Antônio Carlos Oliveira de Moura, de 33 anos, no último sábado (28). A informação é do programa Disque Denúncia, que oferece recompensa de R$ 5 mil por informações que levem às prisões de Paula de Azevedo Souza Esteves e Luis Fernando Souza da Silva.

O cabo da PM era lotado no Batalhão de Polícia Rodoviária. Ele foi sequestrado por criminosos em Iguabinha, no município de Araruama, na Região dos Lagos fluminense, e, depois de assassinado a tiros, teve o corpo abandonado em uma fazenda na cidade vizinha de Iguaba Grande.

O carro da vítima foi incendiado próximo do local onde o corpo foi encontrado, segundo o Disque Denúncia. A polícia investiga se o cabo foi assassinado apenas por ser policial militar. A Delegacia de Araruama (118ª DP) continua com as investigações para tentar identificar outros suspeitos de participação no crime.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos suspeitos favor informar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; por meio de mensagem privada no Facebook; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ.

O Disque Denúncia é uma organização não governamental que trabalha em parceria com a Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro para receber informações que levem à resolução de crimes e ao paradeiro de suspeitos.

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasilhttp://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-04/justica-decreta-prisao-de-suspeitos-de-sequestrar-e-executar-pm-no-rioVIA EBC ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Hits: 6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *