Menina de 8 anos autografa segundo livro na Biblioteca Parque no Rio

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Menina de 8 anos autografa segundo livro na Biblioteca Parque no Rio   

Maria Eduarda Macieira, ou melhor Duda, tem oito anos e publicou o segundo livro escrito e ilustrado por ela. Duda participou hoje (18), na Biblioteca Parque Estadual, localizada na região central da capital fluminense, da Conversa Literária onde autografou sua segunda obra intitulada “Violeta”. Da mesma forma que seu primeiro livro, escrito quando ela tinha 6 anos de idade e intitulado “Minha Mãe é Gentil”, “Violeta” teve seu lançamento na Festa Literária de Paquetá. 

Em conversa com a reportagem da Agência Brasil, Duda disse que está iniciando um terceiro livro intitulado “Vovó Que Cozinha”. A história é uma homenagem a sua avó. Indagada se pretende ser uma escritora quando crescer, Duda respondeu que ainda não sabe o que pretende ser no futuro.

O pai de Maria Eduarda, Alexandre Macieira, disse que a menina vive escrevendo e desenhando e, de vez em quando, imagina alguma coisa. “Com os desenhos é que vão nascendo as histórias”, explicou, orgulhoso da filha.

Conversa Literária

A edição especial do Conversa Literária de hoje ocorre em comemoração pelo Dia Nacional do Livro Infantil, comemorado nesta quinta-feira. O evento é resultado de parceria entre a Superintendência de Leitura e Conhecimento da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro com escritores e ilustradores e levou à Biblioteca Parque Estadual uma série de atrações, como contação de histórias, oficinas, bate-papo com autores para comemorar a data.

O superintendente de Leitura e Conhecimento da Secretaria de Cultura do estado, Pedro Gerolimich, disse que a biblioteca está sempre aberta para esse tipo de iniciativa. “Nós entendemos que para cumprir a nossa missão de popularizar o livro, popularizar a biblioteca e o acesso às políticas culturais novas, só se for junto com a sociedade”.

Gerolimich disse que a biblioteca só será um lugar “bacana” de leitura popular a partir do momento que a sociedade civil se apodere dela. “O ponto alto é justamente receber uma proposta dessa de setores organizados do livro, da sociedade, das editoras”. O superintendente de Leitura e Conhecimento disse que além do lançamento de livros, como o de Maria Eduarda, a Conversa Literária promove oficina com Francisco Gregório sobre contação de histórias e o mundo da leitura, além de reunião sobre o Plano Estadual do Livro, Leitura e Biblioteca, entre outras atrações. “É uma programação diversa de estímulo à leitura”.

Ampliação da leitura

Gestor da política de leitura no estado, Gerolimich tem procurado ampliar o acesso à leitura nas bibliotecas do Rio. Nos 100 primeiros dias de sua gestão, ele conseguiu aumentar em quase 50% o acesso de pessoas à biblioteca em relação ao trimestre anterior. “A gente está conseguindo fazer com que a biblioteca seja mais popular e seja de fato um espaço público de efervescência, com pessoas circulando”. 

Além da programação normal da Biblioteca Parque Estadual, o superintendente de Leitura e Conhecimento vai organizar, no segundo semestre, outros eventos literários, por meio de parceria. Entre eles, destacou o Salão Carioca do Livro e o Salão da Fundação Nacional do Livro Infantojuvenil. O superintendente está em conversas também para trazer para o espaço a Festa Literária das Periferias. “Estamos programando uma série de grandes eventos aqui na biblioteca, fora a programação normal do dia a dia”.

A edição especial do Conversa Literária foi idealizada pela professora e curadora do evento, Cíntia Barreto. A iniciativa será encerrada às 18h.

    Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil  18 de April de 2019  16:40  Publicado Primeiro em Agência Brasil – Últimas Notícias

Hits: 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *