Mensagem do Papa Francisco

Evangelho de Jesus Cristo GERAL MUNDO papa Francisco

Mensagem do Papa Francisco

Ângelus”, dia 02.09.2018

Caros irmãos e irmãs, bom dia!
Neste Domingo, retomamos a leitura do Evangelho de Marcos. Na passagem de hoje,  Jesus enfrenta um tema importante para todos nós crentes: a autenticidade da nossa obediência à Palavra de Deus, contra as contaminações mundanas ou o formalismo legalista. A narrativa começa com a objeção que os escrivas e fariseus dirigem a Jesus, acusando Seus discípulos de não estarem seguindo os preceitos rituais, de acordo com as tradições. Desse modo, os interlocutores pretendiam ferir a reputação e a autoridade de Jesus como Mestre, dizendo: “Mas, este mestre deixa que os discípulos não cumpram as prescrições da tradição.” Mas, Jesus replica com veemência, dizendo: “Bem que Isaías profetizou a respeito de vocês, hipócritas, como está escrito: “Este povo me honra com os lábios, mas distante de Mim está o seu coração. Em vão, prestam culto ao Meu Nome, ao ensinarem preceitos humanos.” Assim, Jesus pronuncia palavras claras e fortes. “Hipócrita” é, por assim dizer, um dos adjetivos mais fortes usados por Jesus, e Ele o pronuncia, dirigindo-Se aos mestres da religião: doutores da lei, escribas, fariseus;;;”Hipócritas!”, diz Jesus.
Na verdade, Jesus quer advertir os escribas e fariseus do erro em que caíram. E qual é este erro? O de contrariarem a vontade de Deus, por descumprirem Seus mandamentos, enquanto observam as tradições humanas. A reação de Jesus é severa, porque3 é é forte o que está em jogo. Trata-se da verdade da relação entre o ser humano e Deus; da autenticidade da vida religiosa.
Hoje também, o Senhor nos convida a fugirmos do perigo de darmos mais importância à forma do que à substância. Ele nos chama a reconhecermos, sempre de novo, qual é o verdadeiro centro da experiência de fé, isto é: o amor de Deus e o amor do próximo, purificando-a da hipocrisia, do formalismo e do ritualismo.
A mensagem do Evangelho também hoje vem reforçada pela voz do Apóstolo Tiago que, em síntese, nos diz como deve ser a verdadeira religião, dizendo assim: a verdadeira religião consiste em “visitar os órfãos e as viúvas, e não se deixar contaminar por este mundo.”
“Visitar os órfãs e as viúvas, significa praticar a caridade para com com o próximo, a partir das pessoas mais necessitadas, mais frágeis, mais marginalizadas. São as pessoas pelas quais Deus tem especial cuidado, e nos pede a fazer o mesmo.
Não se deixar contaminar por esse mundo, não quer dizer isolar-se e fechar-se em relação a realidade. Não. Inclusive aqui não deve ser uma atitude exterior, mas interior, de substancia: significa vigiar para que o nosso modo de pensar e de agir não se torne refém da mentalidade do mundo, ou seja, da vaidade, da avareza, da soberba.
Na realidade, um homem ou uma mulher que vive na vaidade, na avareza  na soberba, e aomesmo tempo crê e se faz ver como religioso, chegando até a condenar os outros, é um hipócrita.
Façamos um exame de consciência, para vermos como acolhemos a Palavra de Deus. Aos domingos, nós a escutamos, na Missa. Se a escutamos de modo distraído ou superficial, ela não nos servirá muito. Nós devemos, ao contrário, acolher a Palavra, com mente e coração abertos, como uma terra boa, de modo que seja assmilada e dê fruto na vida concreta. Jesus diz que a `Palavra de Deus é como o grão, é uma semente que deve crescer em obras concretas. Assim, a própria Palavra nos purifica o coração, as ações e a relação com Deus e com os outros resulta liberta da hipocrisia.
Que o exemplo e aintercessão da Virgem Maria nos ajudem a honrar sempre o Senhor, de coração, e testemunhando nosso amor por Ele, nas escolhas concretas para o bem dos irmãos.
Trad.: AJFC
 

The post Mensagem do Papa Francisco appeared first on Revista ConsciênciaNet: acesse a sua..

Nós Também Somos Igreja2 de setembro de 201820:30Publicado primeiro em consciencia.net

Hits: 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *