Polícia prende bandidos que assaltaram, torturaram e estupraram casal em Maracanaú

GERAL

Polícia prende bandidos que assaltaram, torturaram e estupraram casal em Maracanaú   

Homens foram presos por torturar e estuprar durante assalto em Maracanaú. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

“Foi uma cena de filme de terror”. Foi essa a avaliação que o delegado Antônio Morais, titular da Delegacia Metropolitana de Maracanaú, faz sobre os depoimentos de um casal vítima de tortura e de estupro na madrugada desta segunda-feira (12).

Os dois saíam de casa, no bairro Pajuçara, para o trabalho quando foram abordados por dois bandidos, um deles menor, que anunciaram o assalto e levaram mulher e homem de volta para dentro da própria residência.

O primeiro suspeito, com arma em punho, entrou pedindo dinheiro, ameaçando matar todo mundo caso não recebesse. O segundo, o menor de 17 anos, estava com uma faca e disse que cortaria os dedos das vítimas enquanto a quantia não aparecesse. Eles esperavam encontrar mais dinheiro na casa, mas o casal guardava somente R$ 1.300.

“Foi uma cena de filme de terror. O que mais causou repugnância e revolta foi o crime contra a liberdade sexual da vítima. Após amordaçar o cidadão, amarrar a esposa, o conduziram para o quarto onde fizeram algo que causa repugnância, inclusive. Infelizmente, esses bandidos não tiveram pudor em praticar esse crime”, relatou o delegado.

A Polícia Militar foi a primeira a chegar ao local, a tempo de evitar que algo pior ocorresse. Os bandidos ainda atiraram contra a composição, mas o reforço foi chamado e a dupla detida. Flávio Oliveira de Souza e Antônio José Castro de Azevedo, que seria o mentor do crime, foram presos. O menor foi apreendido. Um inquérito foi aberto e as investigações continuam sob responsabilidade da Polícia Civil.

Confira reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta terça-feira (13).

    TV Jangadeiro  13 de August de 2019  10:46  

Publicado Primeiro em Tribuna do Ceará

Hits: 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *