Residentes em áreas de temporal em São Paulo já podem sacar FGTS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Residentes em áreas de temporal em São Paulo já podem sacar FGTS   

Os trabalhadores residentes em São Paulo, São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá, Diadema e Ribeirão Pires, cidades atingidas por temporais em março deste ano, têm até amanhã (12) para solicitar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Para quem reside em São Caetano do Sul e Rio Grande da Serra, o prazo é até quinta-feira (13) para solicitar o benefício. 

De acordo com os decretos municipais, podem sacar o dinheiro do fundo trabalhadores residentes nas áreas atingidas pelas chuvas que tiveram a casa efetivamente afetada. O saque é  limitado a R$ 6.220 por conta vinculada do FGTS. É preciso ter saldo em conta para sacar o dinheiro. Além disso, o trabalhador nãco pode ter feito saques por situação de emergência ou estado de calamidade pública em período inferior a um ano.

Para solicitar a liberação do FGTS, é preciso ir até uma agência da Caixa e apresentar os originais e cópias da carteira de identidade (também são aceitos carteira de habilitação, passaporte e novo modelo da carteira do trabalho); CPF; carteira de trabalho e previdência social (páginas de identificação, contratos de trabalho e anotações gerais); comprovante de residência em nome do trabalhador, cônjuge (conta de luz, água ou outro documento recebido pelo correio), emitidos nos últimos 120 dias anteriores à decretação de emergência ou calamidade; certidão de casamento ou escritura pública de união estável, caso o comprovante de residência esteja em nome de cônjuge ou companheiro; cartão do cidadão (opcional); cartão ou o número da conta na Caixa, para o trabalhador que deseje optar pelo crédito em conta.

Se o titular da conta vinculada não puder comprovar o endereço, pode usar a comprovação por declaração emitida pelo município. Essa declaração deve ser escrita em papel timbrado, datada e assinada pela autoridade competente, que ateste que o trabalhador mora na área atingida pelos temporais. 

A declaração deve apresentar o nome completo do trabalhador, data de nascimento, endereço completo e número da inscrição do PIS/Pasep, número e data da portaria de reconhecimento do Ministério do Desenvolvimento Regional, bem como o cadastro de origem do endereço declarado ou a data da visita à residência do trabalhador para comprovação de residência.

    Flávia Albuquerque – Repórter da Agência Brasil  11 de June de 2019  16:36  Publicado Primeiro em Agência Brasil – Últimas Notícias

Hits: 3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *