Secretarias e órgãos de governo avaliam medidas de combate à estiagem

GERAL

Secretarias e órgãos de governo avaliam medidas de combate à estiagem

Representantes de oito diferentes secretarias e órgãos de governo estiveram reunidos na manhã desta terça-feira (20), no Palácio Piratini, para discutir ações de combate à estiagem que assola, principalmente, as regiões da Campanha, Sul e Costa Doce. O encontro foi coordenado pelo chefe da Casa Civil, Fábio Branco. “A Defesa Civil está atenta e auxiliando os municípios, tanto no apoio técnico para a elaboração dos decretos de situação de emergência, quanto na distribuição de reservatórios móveis para o abastecimento de água potável nas comunidades mais atingidas. O próximo passo é ampliar o leque de ações por parte do Estado”, explica Fábio Branco. Até o momento, cinco decretos de situação de emergência já foram homologados pelo Estado. Destes, quatro já foram reconhecidos pela União.Nos próximos dias, representantes do governo também devem se reunir com prefeitos da Metade Sul, para esclarecer dúvidas e fornecer apoio na confecção de planos de trabalho para a obtenção de recursos federais. Além do secretário Fábio Branco, participaram da reunião no Palácio Piratini o chefe da Casa Militar, Alexandre Martins; o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcisio Minetto; o secretário-adjunto de Obras, Habitação e Saneamento, Sandro Oliveira; a presidente do Badesul, Susana Kakuta; o diretor do BRDE, Odacir Klein; o superintendente do Banrisul, Neri Fernandes da Rosa; o diretor de operações da Corsan, Eduardo Carvalho; o subchefe da Defesa Civil, Jarbas Ávila; o superintendente do BRDE, Mauricio Mocelin; e o gerente rural do BRDE, Fabiano Casiraghi. Municípios que já tiveram decreto de situação de emergência homologado:CristalAmaral FerradorHulha NegraMorro RedondoPedras Altas, que ainda aguarda reconhecimento pela UniãoTexto: Lucas Braz/ Ascom Casa CivilEdição: Léa Aragón/ Secom

Hits: 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *